STJD supende goleiro do Oeste por cinco jogos por injúria racial

Reprodução/Instagram Oficial Oeste

O Oeste recebeu um duro golpe nesta terça-feira (14). O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) suspendeu o goleiro Rodolfo por cinco partidas por ato de injúria racial contra Messias, jogador do América-MG, em partida entre as duas equipes no último dia 1/10, no estádio Independência.

Além da suspensão, o goleiro terá de pagar multa de R$ 5 mil. A decisão cabe recurso e tira o arqueiro das últimas partidas do Rubrão na Série B 2017, na qual briga pelo acesso.

No julgamento, Messias relatou que o goleiro do Oeste havia o chamado de ‘macaco’ após uma disputa aérea entre os dois jogadores. Rafael Lima, atleta do Coelho que estava próximo do ocorrido, confirmou no julgamento a alegação do atleta americano.

“Me senti ofendido e mal demais. Imediatamente pedi a arbitragem para parar o jogo. As gente vê as pessoas na rua comentando e isso, para mim, não é legal. Me sinto muito ofendido e desrespeitado”, declarou Messias segundo o site do tribunal.

O procurador João Rafael Soares pediu que Rodolfo fosse condenado no artigo 243-G (Praticar ato discriminatório relacionado a preconceito em razão de origem étnica, cor, sexo, raça, idade ou pessoa portadora de deficiência), alegando que o ato do goleiro do Oeste ‘ultrapassou os limites’ ao ‘ofender a honra e a dignidade’ do jogador.

Osvaldo Sestário, advogado que representou o clube, disse que o goleiro negou ter chamado o jogador do América-MG de macaco e disse que o arqueiro não foi ouvido sobre o caso. Apesar da alegação do advogado, o STJD votou pela suspensão a Rodolfo.

Messias também foi denunciado por conduta contrária à disciplina, mas acabou advertido pelo tribunal. O Oeste acabou também denunciado pelo ato de seu goleiro, mas acabou absolvido.

LEIA MAIS

SAIBA QUEM SÃO OS FINALISTAS DO PRÊMIO TORCEDORES.COM DE MÍDIA ESPORTIVA 2017

(Crédito da foto: Reprodução/Instagram Oficial Oeste)