STJD adverte Jair Ventura em julgamento e técnico é liberado

Divulgação/Twitter Oficial Botafogo

O Botafogo terá Jair Ventura em seu banco de reservas para a reta final do Campeonato Brasileiro. O treinador foi julgado nesta terça-feira (14) pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela invasão de campo e expulsão no clássico com o Vasco e recebeu apenas uma advertência.

Jair foi julgado com base no artigo 258-B (Invadir local destinado à arbitragem ou o local da partida durante a partida) e poderia pegar de uma a três partidas de suspensão. O procurador responsável pelo caso, João Rafael Soares, pediu que o treinador botafoguense fosse acusado pelo artigo pela invasão de campo.

Na partida diante do Vasco, o técnico entrou no gramado em duas oportunidades, na primeira acabou chutando a bola durante um período em que o jogo estava parado e sendo expulso da partida. Logo após, novamente entrou em campo para falar a arbitragem e evitar que os atletas reclamassem com o juiz,

Aníbal Rouxinol Segundo, advogado do clube, pediu a absolvição de Jair Ventura com base no retrospecto do treinador.  O advogado afirmou que a invasão que resultou na expulsão do treinador foi para tentar recolocar a bola em jogo. “O jogador do Vasco chutou a bola em cima dele. Ele entrou e chutou a bola para onde seria cobrada a falta. Ele acelerou a cobrança para o recomeço do jogo. Após o final da partida, ele entrou em campo para tirar os atletas do Botafogo e não foi desrespeitoso”, afirmou Rouxinol.

Felipe Diogo, relator do caso, decidiu por pedir a aplicação da pena mínima, esta convertida em advertência. Diogo admitiu que o técnico do Fogão invadiu o campo e cometeu a infração. Mas alegou que esta não gerou ‘dolo’ à partida. Os demais auditores seguiram com o parecer e, de forma unânime, advertiram o treinador. O STJD pode pedir recurso da pena.

Com a advertência, Jair treinará o Botafogo nas partidas que restam no Campeonato Brasileiro e estará no banco de reservas na partida deste meio de semana, diante do Atlético-GO.

LEIA MAIS

EX-PRESIDENTE DO BOTAFOGO DEPÕE NA POLÍCIA SOBRE ‘CASO ODEBRECHT’

AGENTE DE MONTILLO ABRE PORTAS PARA RETORNO AO BOTAFOGO: “NO BRASIL, ELE SÓ JOGA NO CLUBE”

(Crédito da foto: Divulgação/Twitter Oficial Botafogo)