São Paulo recusa “desconto” ao Cruzeiro por Hudson

Hudson
Washington Alves/Cruzeiro

O vice presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado concedeu entrevista ao Superesportes e, dentre muitos assuntos abordados, o dirigente explicou como anda a negociação com o São Paulo envolvendo o volante Hudson.

O jogador está emprestado até o fim da temporada e para adquiri-lo em definitivo, a Raposa precisaria desembolsar cerca de 1,5 milhão de euros (R$ 5,7 milhões) por 50% dos seus direitos econômicos. A princípio, muito se falou na possibilidade dos clubes realizarem uma troca. Nomes como o do goleiro Rafael e do meio campista Arrascaeta foram comentados. Por sua vez, Itair nega esta possibilidade.

Isso nunca existiu. Isso é um boato. O que aconteceu é que eu cogitei inicialmente abater do valor do Hudson o crédito que temos a receber do lateral Edimar. O valor estipulado era de R$ 750 mil. Só que a atual direção do Cruzeiro aceitou reduzir o valor do Edimar para R$ 400 mil. Ficou difícil então, porque isso é muito pouco do total pedido pelo Hudson“, declarou Itair.

Como o montante para ter Hudson é considerado alto pela cúpula celeste, o clube chegou a pedir um desconto ao São Paulo, prontamente recusado pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Pedi um desconto ao São Paulo no Hudson e o presidente disse que não dá desconto, mas ele ganhou desconto para comprar o Edimar. Fica difícil. Pelo que soube, o São Paulo quer aproveitar o Hudson, mas seguimos negociando até dezembro”, explicou.

BRASILEIRÃO

Após a vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense na noite deste domingo, o Cruzeiro agora se prepara para o duelo desta quarta-feira contra o Avaí, marcado para às 19h30 (horário de Brasília), no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Neste momento, a Raposa ocupa a quinta posição, com 54 pontos.

LEIA MAIS:

CRUZEIRO CONFIRMA PROPOSTA DO PALMEIRAS POR DIOGO BARBOSA

TAFFAREL NEGA QUE RELIGIÃO SEJA OBSTÁCULO PARA NÃO IDA DE FÁBIO PARA SELEÇÃO