OPINIÃO: Não ida à Copa do Mundo mostra uma Itália que parou no tempo

Foto: Reprodução/Facebook FIFA World Cup

Vamos voltar no tempo. Para a final da Copa do Mundo de 2006. Naquela ocasião, a Itália se sagrava campeã do torneio pela quarta vez em sua história. No entanto, hoje, 13 de novembro de 2017, os italianos amargam um vexame gigantesco: não classificação ao Mundial pela primeira vez desde 1958.

Isso reflete uma seleção que parou no tempo. Ficou refém de sua camisa pesada, de seus títulos e não emplacou mais nada no futebol mundial. Nas duas Copas seguintes, em 2010 e 2014, foi eliminada na fase de grupos. No torneio da África do Sul, tinha grupo bastante acessível com Nova Zelândia, Paraguai e Eslováquia.

As campanhas têm sido sofríveis. O cenário também é ruim para os clubes. Tirando a Juventus, que recentemente chegou à final da Liga dos Campeões, os outros entram nas competições europeias como meros coadjuvantes. Não à toa, o país perdeu uma das vagas a qual tinha direito.

É preciso repensar muita coisa no futebol italiano. Desde as categorias de base até a estrutura do profissional. Essa é uma discussão que tiveram em 2010 após eliminação na fase de grupos, mas que não deu resultado. A busca incessante por jogadores de outras nacionalidades para defender a Azzurra, como foi com Thiago Motta e Jorginho, reflete a deficiência que vive o esporte no país.

No decepcionante caminho das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, o técnico escolhido, Gian Piero Ventura, mostrou-se incapacitado para assumir tamanho compromisso. Contra os suecos, foi castigado pela teimosia em não escalar o melhor jogador italiano da atualidade, Insigne. Apostou em Gabbiadini, Candreva, Darmian e companhia. Não deu certo. Foram 180 minutos de um time que não traspassou a defesa adversária e abusou do “chuveirinho”.

Buffon, uma verdadeira lenda, perde a chance de disputar sua sexta Copa do Mundo. Chora a torcida italiana, mas acima de tudo, choramos todos nós, amantes do futebol, que não veremos o goleiro no Mundial e não teremos uma camisa tão pesada quanto a Azzurra em terras russas.

LEIA MAIS:
ITÁLIA PARA NA SUÉCIA E ESTÁ FORA DA COPA DO MUNDO; SUECOS FICAM COM A VAGA
NO RADAR DE TITE, JORGINHO ESTREIA PELA ITÁLIA E NÃO PODE MAIS JOGAR PELO BRASIL
ITÁLIA X SUÉCIA: OS MELHORES MOMENTOS DO JOGO QUE TIROU A AZZURRA DA COPA