Dirigente de comissão diz que McGregor não lutará no UFC 219

Reprodução/Facebook Oficial Conor McGregor

Conor McGregor não deve voltar ao MMA ainda em 2017. O presidente da Associação das Comissões de Boxe e Esportes de Combate (ABC), Mike Mazzulli, declarou que o ‘Notorious’ não lutará no UFC 219, marcado para 30 de dezembro, devido a confusão em tomou parte no Bellator 187, na última semana em Dublin (IRL).

Em entrevista ao programa ‘The MMAHour‘, Mazzulli, que também preside o órgão que foi a principal comissão sancionadora do evento (Departamento de Regulação Atlética da Tribo Mohegan) declarou que já falou com oficiais do UFC sobre o assunto e fez duras críticas às atitudes do irlandês.

“A conclusão é de que o Conor não é profissional, é desrespeitoso e isso não é aceitável aos meus olhos em qualquer situação. Não me importo se alguém tiver que sair de uma luta, não fazemos isso enquanto profissionais. O Sr. McGregor não é maior do que o MMA. Diretores do UFC me disseram cerca de duas horas depois do ocorrido que aquilo era completamente inaceitável e que fariam algo. Eles também me informaram que ele deveria estar no card de 30 de dezembro e não estará mais”, disse Mazzulli.

No evento do Bellator, McGregor assistia a uma luta do colega de time, Charlie Ward. Quando este nocauteou John Redmond, o irlandês pulou para dentro do cage para comemorar a vitória de seu colega e teve sua saída do local pedida pelo árbitro Marc Goddard. O ‘Notorious’ se revoltou e partiu para cima do árbitro, com direito a empurrão e até tapa em funcionário do estafe da organização ao tentar entrar novamente no cage. A alegação da comissão reguladora é de que o irlandês impediu o atendimento médico aos lutadores com o ato.

O próprio Mazzulli afirmou no final de semana que iria avisar ao UFC e às comissões atléticas dos atos do irlandês. O ‘Notorious’ cogitava retornar ao Ultimate no final deste ano e mirava enfrentar Tony Ferguson, em luta de unificação dos cinturões dos leves. A organização ainda não fez pronunciamento sobre o caso.

LEIA MAIS

SAIBA QUEM SÃO OS FINALISTAS DO PRÊMIO TORCEDORES.COM DE MÍDIA ESPORTIVA 2017