Jorge Sampaoli contou por que ele não chamou Higuain para as Eliminatórias

Foto: Divulgação/AFA

No preliminar do amistoso contra a Rússia em Moscou, Jorge Sampaoli não evitou as perguntas sobre Gonzalo Higuaín, novamente ausente no chamado, apesar da perda de Mauro Icardi.

A ciclotímia experimentada pela seleção nacional argentina durante os últimos anos, apesar de ter chegado à final nos últimos três torneios que aconteceu, levou a milhões de fãs a questionar e até se divertir com Gonzalo Higuain pelas chances desperdiçadas nas duas partidas contra o Chile. e Alemanha no Brasil 2014.

A pressão era tal que durante os últimos jogos que ele tocava, Higuain não poderia ter uma boa performance e, com a partida de Edgardo Bauza, suas chances foram deixadas na equipe pelo menos durante o resto dos Qualificadores. Embora Sampaoli tenha convocado os amistosos contra o Brasil e Cingapura, nas duas primeiras reuniões ele levou ao Albiceleste, quando os Qualificadores voltaram, ele não jogou contra Uruguai, Venezuela, Peru ou Equador. Para aqueles encontros, os escolhidos foram Mauro Icardi e Darío Benedetto.

No caso desta turnê da Rússia em que haverá amizade contra a equipe local e também contra a Nigéria (na terça 14), Sampaoli também havia chamado Icardi e Benedetto, mas o Inter saiu para Icardi por um golpe no joelho. Apesar disso, o treinador decidiu não ligar para Higuain.

“No curto prazo, estabelecemos que a presença de Gonzalo (Higuaín) não era ideal para ele ou para a Seleção Nacional, mas agora devemos olhar para o futuro novamente”, disse Sampaoli na conferência de imprensa pré-amigável. contra a Rússia. O que é impressionante é que para essas partes não foram citadas, mas não há pressão para se qualificar para a Copa do Mundo.

“Escolher o 9 pesará a topicalidade e a química com seus companheiros de equipe”, disse o técnico em relação àqueles que ocuparão essa posição na Copa do Mundo. Dá a sensação de que, apesar de não jogar, Higuaín ainda tem chances.