Itália pode perder primeira Copa desde 58

© GETTY / CLAUDIO VILLA

A tradição pode não bastar para a Itália conquistar seu lugar na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Contra a Suécia, nesta segunda-feira, a Squadra Azzurra luta para evitar um desastre: ficar fora de um mundial após 60 anos.

O prognóstico não é dos mais positivos para a Itália. Embora decida a vaga em casa, quem tem a vantagem é a seleção sueca, depois de vencer o jogo de ida por 1 a 0. A preocupação maior é com o desempenho da equipe italiana, que não tem passado muita confiança a seus torcedores.

Caso não consiga reverter o quadro, a Itália pode ficar em 2018 fora de sua primeira Copa em 60 anos. Em 1958, a Itália falhou em se classificar pela única vez em sua história, deixada para trás nas eliminatórias da Uefa pela Irlanda do Norte.

Além de 1958, a Itália só deixou de participar da Copa do Mundo de 1930, mas por opção. Para a tetracampeã mundial, ficar de fora da Copa do Mundo em 2018 só pode ser considerado um desastre.