Ex-dirigente do Grêmio cita clima hostil em jogo contra o Lanús: “Vivemos algo forte lá”

Lanús Grêmio
Foto: Divulgação/Conmebol

O Lanús não teve uma boa experiência na única vez que recebeu um brasileiro em seu estádio nesta Libertadores. No dia 17 de maio, ainda pela fase de grupos, os argentinos foram superados pela Chapcoense por 2×1, mas acabaram beneficiados por uma escalação irregular do time catarinense e levaram os pontos da partida.

Aquela partida ainda está bem registrada na memória de Rui Costa, ex-dirigente do Grêmio e atual executivo de futebol da Chape. Em entrevista concedida à GaúchaZH, o cartola revelou bastidores de um clima verdadeiramente hostil no palco que decidirá a Libertadores no dia 29, quando Lanús e Grêmio encerram a competição.

“O que preocupa é que o que vivemos lá foi algo muito forte. Os dirigentes do Lanús tem um trânsito muito grande na Conmebol. O estádio intimida. Nós corajosamente enfrentamos as pessoas lá, porque fomos vítimas de uma violência absurda. Tentaram tirar um jogador nosso no corredor. As coisas tem que ser iguais. Os dirigentes do Lanús chegaram a ingressar em uma zona restrita do estádio. Ninguém me contou, eu vi”, disse Rui.

Segundo o diretor da Chape, membros da diretoria do Lanús tiveram acesso ao vestiário do árbitro e puderam conversar com a arbitragem antes daquela partida.

“Entraram, conversaram com a arbitragem, e a partir da intimidação aconteceu tudo que vocês sabem. O delegado entrou no nosso vestiário para tirar um jogador nosso, teve bate-boca, dedo em riste. Os dirigentes do Lanús estavam sabendo de tudo antes, e nós fomos surpreendidos. Mas tenho certeza que o Grêmio estará atento com toda capacidade que tem. Queremos apenas contribuir com o que vivemos lá”, destacou.

Rui Costa foi convidado para exercer o cargo de executivo de futebol do Grêmio no final de 2012, ainda na gestão do ex-presidente Fábio Koff. Durou 41 meses dentro de um processo de muita pressão por títulos, que, no seu período, acabaram não vindo. Ele pediu demissão logo após a desclassificação do clube na Libertadores de 2016, nas oitavas de final, para o Rosario.

Grêmio e Lanús decidem a Libertadores de 2017 a partir do próximo dia 22, sendo o primeiro jogo na Arena, em Porto Alegre. A decisão ocorre na semana seguinte, 29, em La Fortaleza, Buenos Aires.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Lanús não vê favoritismo, mas ressalta força da torcida do Grêmio: “Tem um peso”

Renato reclama de jogo em Caxias: “É um absurdo o Grêmio não mandar na Arena”

De 10 para 10: Douglas elogia D’Ale e revela bonito gesto do argentino

Colorados invadem rede social do Lanús e dão dicas antes da final: “Estudem o Grêmio”

 

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.