Top 20: Reforços do Corinthians que se mostraram um fracasso

Em 2004, o Corinthians contratou vários jogadores para a temporada. Conhecido como o Pacotão Maldito, os jogadores contratados quase rebaixaram o clube no Paulistão.

Nos 107 anos de sua existência, o Corinthians já teve grandes jogadores defendendo suas cores. Ronaldo Fenômeno, Tevez, Marcelinho Carioca, Edilson e Luisão são alguns exemplos de contratações que o Timão fez e que deu certo nesses últimos 20 anos. Mas nem sempre o clube alvinegro se dá bem quando o assunto é reforçar o elenco do clube.

Em qualquer conversa sobre futebol, todo mundo já escalou os melhores 11 do time do coração ou quem foi o melhor gol que já presenciou em um estádio. Ou até mesmo qual foi o pior jogador que vestiu a camisa do time que torce. Com o Torcedores.com não é diferente. No aniversário de 107 anos do Corinthians, elaboramos um top 20 com os piores reforços que o Timão já contratou

Acosta, atacante – 2008 a 2009
O atacante veio como um dos reforços mais caros para a disputa da série B. Vindo do Náutico como artilheiro do Brasileirão do ano anterior, Acosta foi mal no Timão, marcando apenas 10 gols em 39 jogos;

Adrianinho, meia – 2004
O meia veio como promessa após brilhar na Ponte Preta. No entanto, ainda causa lembranças ao torcedor alvinegro até hoje. Jogou apenas cinco vezes, marcando um gol;

Alex Rossi, atacante – 1996
Vindo como destaque do Inter, Alex Rossi foi um pedido do técnico Valdyr Espinosa, na época técnico do Timão. O atacante fez apenas 11 jogos, balançando as redes por duas vezes.

César, lateral-esquerdo/meia – 2006
Após a saída da dupla Tevez e Mascherano, a MSI foi atrás das reposições. Uma delas foi o lateral/meia Cesar, que foi destaque no São Caetano e Lazio, da Itália. Contudo, no Timão fez apenas 13 jogos e um gol;

Clodoaldo, atacante – 2007
Conhecido como o “Eto’o catarinense”, Clodoaldo marcou o gol no empate contra o Grêmio que decretou o rebaixamento do time em 2007. Atuou 19 vezes, marcando cinco gols;

Defederico, meia – 2009 a 2013
Contratado a peso de ouro em 2009, os dirigentes do Corinthians acharam que estavam trazendo o “novo Messi”. Defederico não jogou nem 0,1% do que o argentino e fez míseros três gols em 39 jogos;

Denis, lateral-direito – 2008 a 2009
O Corinthians achou que tinha feito um excelente negócio tirando Denis do rival Santos. O resultado foi o contrário: oito jogos e apenas um gol;

Iran, lateral-direito – 2007
Ganhou da exigente torcida corintiana o apelido de “homem-bomba”, devido às inúmeras falhas, Iran foi um dos responsáveis pelo rebaixamento em 2007;

Jhonny Herrera, goleiro – 2006
Veio para ser o titular após saída de Fabio Costa para o Santos. Durou apenas nove jogos antes de se tornar o terceiro goleiro;

Marcelo Ramos, atacante – 2004
Artilheiro pelo Cruzeiro, o atacante chegou no pacotão de 2004 como a maior esperança de gols do time. Não deu muito certo, já que fez somente dois gols em 34 partidas disputadas;

Marcos Tamandaré, lateral-direito – 2007
Emprestado pelo Sport, Marcos Tamandaré foi muito mal no Timão e não mostrou o porquê da sua contratação. Afundou com o clube em 2007;

Mark Williams, atacante – 1996
O Corinthians trouxe o atacante após uma boa Copa da África no mesmo ano. Mark Williams chegou com grande expectativa e decepcionou. Jogou apenas três partidas e não fez nenhum gol;

Moradei, volante – 2007 a 2008
O volante chegou ao Corinthians após um bom Paulistão pelo Bragantino. Mas não foi bem no time da capital, atuando por 20 vezes, sem marcar gols e sem deixar saudades;

Pedro, lateral-direito – 2007
Após ser campeão paulista pelo Santos, o Corinthians mostrou o interesse no lateral Pedro e o trouxe para o Brasileirão do mesmo ano. Aposta não deu certo: oito jogos e nenhum gol;

Piá, meia – 2004
O meia que foi destaque na Inter de Limeira e na Ponte Preta, chegou ao Timão para comandar o meio de campo da equipe. Na prática não funcionou e Piá se tornou uma das piores contratações da história recente do Timão;

Regis Pitbull, atacante – 2004
Declarado torcedor do Corinthians, Regis Pitbull foi contratado para ser o atacante de velocidade ao lado de Marcelo Ramos. Entretanto, foi muito mal e só ficou no Timão até o fim do Paulistão;

Rodrigo “Beckham”, meia – 2004
Com boas passagens por Botafogo, Atlético-MG, Rodrigo Beckham chegou ao Timão para ajudar Adrianinho na criação de jogadas. Jogou apenas seis jogos, sem balançar as redes, terminando de forma pífia sua passagem pelo alvinegro;

Valdson, zagueiro – 2004
O zagueiro com cara de mau e pouca técnica foi contratado em 2004 para ser o xerife da zaga do Timão. Pela campanha do Corinthians no Paulistão, onde foi quase rebaixado, não deu muito certo a contratação;

Zelão, zagueiro – 2007
Zelão se destacou no Bragantino, semifinalista do Paulistão de 2007. Foi contratado pelo Timão para o Campeonato Brasileiro. Jogou apenas em 10 jogos, marcando dois gols e o saldo foi a queda para a série B;

Villamayor, lateral-direito – 1996
O lateral paraguaio tinha a alcunha de “Cafu paraguaio” e chegou ao Timão para a disputa da Libertadores da América. O “Cafu Paraguaio” foi mal no Corinthians: 12 jogos, nenhum gol marcado.

LEIA MAIS
KAZIM PERDE GOLS, BATE-BOCA COM MOISÉS E CORINTHIANS EMPATA COM ATIBAIA EM JOGO-TREINO
OPINIÃO: O MELHOR CORINTHIANS NESTES 107 ANOS



Adora esportes. Consegue achar qualidades em qualquer um deles, principalmente futebol, vôlei e MMA