Capoeira: o início em jogos do paratleta mas hoje é destaque no atletismo

Crédito: Facebook Oficial Marco Aurelio da Silva

O paratleta que passou por diversas modalidades como: capoeira, basquete em cadeiras de rodas e de corrida de rua e de pista onde virou destaque nas competições regionais nessas duas últimas modalidades.

Vida do paratleta

Marco Aurélio da Silva, atualmente com 39 anos, nasceu em Penedo/AL, com mielomeningocele e hidrocefalia, em 17/05/1978. Porém passou boa parte de sua vida em Junqueiro. E já fez 34 cirurgias para algumas correções da deficiência e outras que nada tinham haver com a deficiência.

As dificuldades sempre existiram, principalmente na adolescência, pois até você se encontrar como pessoa no mundo é um pouco difícil e sendo deficiente sempre vão existir os questionamentos sobre namoro e vida adulta.

Apoio da família

Sua família sempre deixou livre para tomar suas próprias decisões e assumir sua personalidade e o apoio foi desde pequeno. Sempre lhe mostrando que as diferenças estavam dentro da sua cabeça e que para se igualar aos demais só precisaria ser ele mesmo. E foi assim que sempre se portou perante a sociedade.

Os esportes

Marco começou em um esporte nada convencional para crianças com deficiência ainda mais há anos atrás. Ele conheceu a capoeira aos 4 anos de vida por sua irmã mais velha fazer e como tem movimentos dos membros inferiores ele resolveu experimentar.


Crédito: Facebook Oficial Marco Aurelio da Silva

“O mestre na época comprou esta briga comigo e fomos em frente. Aos 7 anos conheci o basquete sobre rodas e foi amor a primeira vista. Até aos 17 eu conciliei a capoeira e o basquete. Mas depois com os compromissos que o esporte de alto rendimento me propunham, não foi mais possível esta conciliação. Aí eu tive que tomar a difícil decisão de ficar apenas no basquete esporte no qual permaneci até meus 27 anos de idade que foi quando conheci as corridas de rua e pista e isso me completou de uma tal maneira que nem sei explicar, nesse esporte estou até hoje e já tive diversos títulos”, diz Marco.

Desde quando entrou para o atletismo, ele já fez parte de 3 associações de paradesporto, CIEDEF (Associação para Integração Esportiva do Deficiente Físico), ADD (Associação Desportiva de Deficientes), e hoje estou na APADV(associação De Pais, Amigos E Deficientes Visuais ) São Bernardo sendo atual penta campeão dos jogos abertos e regionais por equipes.

“Quando se ama o que faz, tudo é bom e não consegue apontar a pior parte do treino”, diz Marco ao Torcedores.com


Crédito: Facebook Oficial Marco Aurelio da Silva

Sua rotina

A rotina de Marco é: acordar todos os dias por volta das 6 da manhã, para ir para a faculdade, onde faz o curso de Educação Física, depois vai direto para arena caixa São Bernardo que é seu local de treino. Ele costuma treinar um período de 3 a 6 horas diárias de segunda a sexta e as vezes aos sábados também.

Marco pensa em se aposentar assim que concluir a faculdade e alguns cursos na área para se tornar treinador e assim definitivamente entrar para o outro lado do esporte.

O maior recado é que nunca desistam que jamais deixem alguém os dizer o que é ou o que não é possível, que eles se deem sempre o direito da experimentação para que tenham suas próprias historias para contar no futuro, finaliza Marco.



Sou profissional na área de PcDs (Pessoas com Deficiência) e consultora sobre o tema. Crio elo entre empresas e profissionais PcDs, desenvolvendo relações que agreguem qualidade de vida para pessoas e geração de valor para empresas. Palestrante e Coach, trago através do Torcedores.com informações sobre paratletas, suas modalidades e suas histórias de superações. Meu site: www.clickconsultoriapcd.com