Presidente do Santos obtém efeito suspensivo e diminui punição imposta pelo STJD

Santos
Foto: Ivan Storti/ Santos FC

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, teve sua punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) diminuída em caráter liminar.

A decisão foi divulgada na tarde desta sexta-feira (11), e a pena de Modesto que era de 120 dias sofreu uma diminuição para 15. O restante da punição será reavaliada e julgada novamente, ou seja, após cumprir esses 15 dias, poderá retomar suas atividades normalmente até segunda ordem.

Confira o comunicado enviado pelo clube na íntegra:

“De ordem do Dr. Auditor Relator, Paulo Cesar Salomão Filho , deste Superior Tribunal de Justiça, referente ao Recurso Voluntário nº 336/2017 –  (113/2017 – 3ª CD), tendo como Recorrente Modesto Roma Junior, Presidente do Santos Futebol Clube  e  Recorrido Terceira Comissão Disciplinar, informo que através de despacho, foi deferido parcialmente o pedido requerido pelo recorrente, ficando suspensa a multa aplicada , devendo o Presidente do Santos F.C. Modesto Roma Junior  cumprir 15 (quinze) dias da suspensão em razão da penalidade imposta, restando suspenso o cumprimento do restante da penalidade aplicada pela Terceira Comissão Disciplinar, até o julgamento do recurso, conforme dispõe art. 147-B I , II do CBJD, cominada com a regra estabelecida no art. 53, §4º, da Lei Pelé”.

O presidente do Peixe recebeu a punição pelas acusações de interferência externa em decisão do árbitro no confronto do alvinegro praiano contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. Porém, por falta de provas, o caso foi invertido e a decisão foi contra o presidente santista.

LEIA MAIS:
Peixe possui quatro jogadores pendurados contra o Fluminense; confira