Ex-jogadora da seleção brasileira conta como foi jogar no Vasco sendo flamenguista ‘roxa’ e relação com Eurico Miranda

A ex-jogadora e libero da Seleção Brasileira feminina de vôlei, Fabi, tem quase 20 anos de carreira no esporte. Portanto, ela tem muita história para contar. Como no dia que começou a jogar pelo Vasco. Detalhe: a ex-jogadora da seleção e atual libero do Sesc/Rio de Janeiro é flamenguista ‘roxa’.

“Eu tinha um problema com meu pai, que não podia lavar roupa em casa e não podia estender as camisas do Vasco no varal. Minha família é doente pelo Flamengo. Todo mundo”, revela Fabi em entrevista ao UOL Esporte. 

Fabi jogou pela equipe do Vasco, entre 2000 e 2001, no projeto olímpico do clube cruzmaltino. Outra história que a libero guarda com carinho é a relação entre ela e Eurico Miranda, atual presidente do clube.

“Eu sempre fui uma jogadora muito raçuda, e a Isabel (ex-jogadora) era a treinadora, e eu entrava para sacar às vezes, para fazer um fundo de quadra, e ele gostava muito desse meu jeito, né. Me chamava de minha baixinha. É engraçado. E eu entrava para sacar às vezes, para fazer um fundo de quadra, e ele (Eurico Miranda) gostava muito desse meu jeito, né. Me chamava de minha baixinha. É engraçado. E eu entrava, defendia e ele… ‘pô, essa é minha baixinha’”, se diverte a jogadora.

“Ele jurava que eu era vascaína”, completa na mesma entrevista.

LEIA MAIS
CORINTHIANS-GUARULHOS É VICE-CAMPEÃO DA COPA SP DE VÔLEI