Saiba quais times que mais gastaram no mercado da bola europeu

Juventus fixa preço de Bonucci
Bonucci - Crédito da foto: Reprodução/site oficial da Juventus

Vendido em abril deste ano para o grupo chinês Sino-Europe Sports (SES), o Milan voltou com força ao mercado da bola europeu. O time italiano supera os ricos clubes da Inglaterra como a equipe que mais gastou até aqui, com 188,5 milhões de euros (R$ 687,1 milhões).

Na última semana, o Rossonero acertou com o zagueiro Bonucci (Juventus – 42 milhões de euros) e com o meia Biglia (Lazio – 17 milhões de euros). Antes, já havia anunciado André Silva (Porto – 38 milhões de euros), Andrea Conti (Atalanta – 25 milhões de euros), Hakan Calhanoglu (Bayer Leverkusen – 22 milhões de euros), Mateo Musacchio (Villarreal – 18 milhões de euros) e Ricardo Rodríguez (Wolfsburg – 18 milhões de euros).

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA EUROPEU: BAYERN APRESENTA JAMES RODRÍGUEZ
MERCADO DA BOLA EUROPEU: BONUCCI TROCA JUVENTUS PELO MILAN
MERCADO DA BOLA EUROPEU: SEM DANI ALVES, MANCHESTER CITY ANUNCIA NOVO LATERAL POR VALOR RECORDE

A má campanha e ausência na briga pelo título na última temporada do Campeonato Inglês fez o Manchester City prometer, ainda em janeiro, dar 285 milhões de euros ao técnico Guardiola em contratações. Até o momento, o Manchester City já gastou 153 milhões de euros em reforços, marca que o deixa como o segundo clube que mais gastou na janela de verão.

O City contratou até o momento Kyle Walker (Tottenham – 51 milhões de euros), Bernardo Silva (Monaco – 50 milhões de euros), Ederson (Benfica – 40 milhões de euros) e Douglas Luiz ( Vasco – 12 milhões de euros).

O rival de Manchester, o United, é o terceiro da lista (119,7 milhões de euros) e dono da maior transferência desta temporada, 84,7 milhões de euros pelo belga Lukaku, ex-Everton. Além dele, os Red Devils contrataram o zagueiro sueco Victor Lindelof, ex-Benfica, por 35 milhões de euros.

Além dos três já citados, apenas o Bayern de Munique também passou da marca dos 100 milhões de euros no mercado da bola europeu. Os alemães gastaram 100,5 milhões de euros em Corentin Tolisso (Lyon – 41,5 milhões de euros), Coman (Juventus – 45 milhões de euros), Niklas Sule (Hoffenheim – 20 milhões de euros), James Rodríguez (Real Madrid – empréstimo 10 milhões de euros) e Gnabry (Werder Bremen – 8 milhões de euros). Os valores são do site Transfermarkt, especialista em transferências.

Veja quais os clubes que mais gastaram no mercado da bola europeu

  1. Milan (Itália): 188,5 milhões de euros
  2. Manchester City (Inglaterra): 153 milhões de euros
  3. Manchester United (Inglaterra): 119,7 milhões de euros
  4. Bayern Munique (Alemanha): 100,5 milhões de euros
  5. Everton (Inglaterra): 98 milhões de euros
  6. Roma (Itália): 64,55 milhões de euros
  7. Juventus (Itália): 53,5 milhões de euros
  8. Arsenal (Inglaterra): 53 milhões de euros
  9. Barcelona (Espanha): 52 milhões de euros
  10. Monaco (França): 51 milhões de euros