Dirigente do Bahia detona juiz por pênalti em Keno e chama Palmeiras de “time cai cai”

César Greco / Ag. Palmeiras

O Palmeiras derrotou o Bahia, neste domingo, por 4 a 2 em jogo realizado em Salvador. Os baianos ficaram bastante irritados com a atuação do juiz Rodolpho Toski, do Paraná, que assinalou pênalti em Keno ainda no primeiro tempo, lance que originaria o primeiro gol dos visitantes. Pedro Henriques, vice-presidente do Tricolor, detonou a equipe de arbitragem em entrevista coletiva pós-jogo.

LEIA TAMBÉM:
Brasileirão: veja quantas finalizações o Palmeiras precisa para fazer seus gols

Com Willian suspenso, Borja deve ser titular do Palmeiras contra o Atlético-GO

“Só contra o Flamengo que volta pênalti?”, ironizou Henriques, fazendo alusão ao pênalti do Avaí anulado pela arbitragem no empate com o Avaí, há duas rodada. “É difícil você sair atrás, ir lá empatar, aí no segundo tempo mais uma vez a história se repete e o Bahia é prejudicado. No segundo gol, me parece que o jogador do Palmeiras estava impedido”, continuou.

A indignação com os lances polêmicos fez o vice do Bahia não poupar também a atitude do Palmeiras em campo, chamando a equipe de Cuca de “cai cai”.

“Parabéns ao Palmeiras, apesar de todo cai cai. O que não faz parte é o árbitro inventar um pênalti que todo mundo viu, o Brasil inteiro viu. O [Rodrigo] Becão vai na bola. Tanto é que o juiz pipocou e não deu cartão para o jogador”, completou Henriques, enfatizando que o Bahia vem sendo prejudicado pela arbitragem desde o início do Brasileirão.

Com a vitória, o Palmeiras subiu para a 12ª posição, com 10 pontos, exatamente atrás do Bahia, que tem a mesma pontuação, mas um saldo de gols maior. Na próxima rodada, o Verdão recebe o Atlético-GO, quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Allianz Parque. Já o Bahia volta a campo no dia seguinte, em São Paulo, contra o Corinthians, às 19h30.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.