Começa a luta para não ser rebaixado no Brasileirão

Crédito: Paulo Fernandes / CR Vasco da Gama.

Pode parecer pouco mas oito das trinta e oito rodadas já foram disputadas. Traduzindo, um quinto do Brasileirão já é passado. Neste momento, Sport, Atlético-PR, Atlético-GO e Avaí seriam rebaixados para a Série B. A recuperação destas equipes é possível mas é preciso melhorar seus aproveitamentos imediatamente.

 

Avaí, o pior

Vice-campeão da divisão de prata de 2016, o Avaí somou apenas cinco dos 24 pontos disputados, um aproveitamento de míseros 21% É bom lembrar que o primeiro rebaixado do ano passado, o Internacional, teve um rendimento de 38%

Segundo o treinador Claudinei Oliveira, o vice-campeão catarinense tem mostrado um futebol competitivo: “temos que melhorar a questão ofensiva. Temos que criar e fazer, porque os rivais não estão criando tanto, mas marcando gols”.

O técnico lembrou a campanha de 2016, quando o Leão estava próximo do Z-4 da segunda divisão e arrancou para a promoção: “não interessa jogar bem, tem que ganhar”.

Se o problema é o ataque, a diretoria tenta reforçar o plantel. Joel foi contratado e poderá estrear na quarta-feira. Internamente, Dutra ainda não está cem por cento recuperado de lesão e Maicon aprimora a forma física para voltar a jogar.

Segundo as casas de apostas esportivas, a derrota diante do Vasco da Gama gerou 58% de lucro aos investidores.

 

Atlético-GO, o que mais perdeu

Em 2016, o Atlético-GO acumulou 76 pontos para conquistar o título da 2a divisão. Este ano, o Dragão parece que não consegue cuspir seu fogo entre os grandes. Em oito compromissos até agora, foram seis resultados negativos.

Para piorar, as armas do rubro-negro têm se mostrado ineficazes contra seus oponentes. Para se ter uma ideia, no último encontro, contra o Atlético-PR, caiu a invencibilidade de doze partidas realizadas no Estádio Olímpico de Goiânia. Na ocasião, até Everaldo perdeu uma penalidade máxima.

Nome mais conhecido do elenco, o atacante Walter prometeu parar para perder cinco quilos e só retornará ao time quando tiver alcançado sua meta. Será que isso resolve?

O triunfo do Atlético-PR em Goiânia pagou R$ 32,30 para dez, segundo o Oddsshark.com/br.

 

Da Libertadores para o Z-4

O Atlético-PR ficou em sexto lugar no Brasileirão de 2016, segue vivo na Taça Libertadores da América, onde disputará as oitavas de final, também segue adiante na Copa do Brasil, onde cruzará com o Grêmio nas quartas de final, e venceu o Campeonato Estadual. Como pode uma agremiação dessas estar tão mal na liga? Pois é o que quem trabalha no Furacão está tentando entender.

No jogo contra o Atlético-GO, no último sábado, o rubro-negro voltou a ter uma atuação ruim. Nas estatísticas, como finalizações, escanteios e posse de bola, os goianos superaram os paranaenses. Sorte que quem balançou a rede foi o Furacão. O enredo já havia sido o mesmo no meio de semana diante do Atlético-MG.

Se for eliminado nas competições paralelas das quais participa, poderá estourar uma crise que afete ainda mais o rendimento no certame.

 

O melhor dentre os piores

O Sport perdeu o título do Nordestão na final, caiu na Copa do Brasil diante do Botafogo e para tentar reagir, contratou o técnico Vanderlei Luxemburgo e reforços chegaram. Parece porém que todas as medidas têm sido em vão.

Ontem, contra o Vitória, os pernambucanos voltaram a apresentar seu maior defeito: os erros de passes. Diego Souza, sozinho, não é capaz de salvar os recifenses sem ajuda dos companheiros. Em campo, o quadro parecia satisfeito com a derrota. O Sport pouco criou além de uma pequena pressão no início da segunda metade.

O torcedor do Papai da Cidade há de concordar comigo que entrar no Z-4 foi merecido para os pernambucanos.

A vitória do Leão baiano pagou o maior prêmio da rodada: R$ 4,53 para cada real aplicado, segundo o Oddsshark.com/br.

 

Saldo de gols livra o Vitória

O Vitória bateu o Sport por 1 a 0 e momentaneamente se vê fora do Z-4. No entanto, o clube de Salvador tem os mesmos oito pontos do próprio rival de ontem e do Atlético-PR. O que está livrando os baianos do descenso é o saldo de gols. O Leão tem -1, contra -5 dos recifenses e -7 do Furacão.

 

Próxima rodada

No meio de semana, os últimos colocados terão compromissos difíceis. O Vitória, mesmo jogando em seus domínios, é apontado como zebra contra o Santos.

O Palmeiras está cotado para trucidar o Atlético-GO, em São Paulo.

Outro que deve perder feio segundo as estatísticas é o Sport, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Em Curitiba, Atlético-PR e São Paulo farão um embate equilibrado.

Parelho também será o duelo entre Avaí e Fluminense, na capital de Santa Catarina.

 

Quem está subindo?

Se há gente descendo é porque há pessoas subindo. Neste momento, após oito rodadas, Juventude, invicto com 18 pontos, Guarani, Vila Nova e Santa Cruz estão no G-4 da segundona.

Os gaúchos não integram a elite desde 2007, os campineiros desde 2010, os goianos desde 1985 e os pernambucanos desceram do andar de cima no ano passado.

 

Veja outros odds no Torcedores.

 

8a Rodada:

Sábado, 17 de junho:

Atlético-GO 0x1 Atlético-PR (R$ 3,23)

Vasco da Gama 1×0 Avaí (R$ 1,58)

Santos 0x0 Ponte Preta (R$ 3,84)

 

Domingo, 18 de junho:

Coritiba 0x0 Corinthians (R$ 3,13)

Fluminense 1×1 Flamengo (R$ 3,23)

São Paulo 1×2 Atlético-MG (R$ 4,03)

Bahia 2×4 Palmeiras (R$ 2,70)

Chapecoense 0x2 Botafogo (R$ 4,37)

Sport 1×3 Vitória (R$ 4,53)

 

Segunda-feira, 19 de junho:

20h00: (R$ 2,02) Cruzeiro x Grêmio (R$ 3,59) (Empate R$ 3,33)

 

Classificação:            

1o Corinthians – 20 – Taça Libertadores (fase de grupos).

2o Grêmio – 18 – Taça Libertadores (fase de grupos).

3o Coritiba – 15 – Taça Libertadores (fase de grupos).

4o Santos – 13 – Taça Libertadores (fase de grupos).

5o Chapecoense – 13 – Taça Libertadores (fase preliminar).

6o Vasco da Gama – 12 – Taça Libertadores (fase preliminar).

7o Botafogo – 12 – Copa Sul-Americana.

8o Ponte Preta – 11 – Copa Sul-Americana.

9o Fluminense – 11 – Copa Sul-Americana.

10o Flamengo – 11 – Copa Sul-Americana.

11o Bahia – 10 – Copa Sul-Americana.

12o Palmeiras – 10 – Copa Sul-Americana.

13o São Paulo – 10

14o Cruzeiro – 10

15o Atlético-MG – 9

16o Vitória – 8

17o Sport – 8 – Série B.

18o Atlético-PR – 8 – Série B.

19o Atlético-GO – 6 – Série B.

20o Avaí – 5 – Série B.