CrossFit: A nova onda das academias

Foto: Reprodução/Internet.

Por Marina Maranhão*

CrossFit é um tipo de atividade física que tem aparecido com frequência na mídia e nas grandes academias. Com a promessa de emagrecimento rápido e corpo definido de forma eficaz, tem conquistado cada vez mais praticantes. É um treinamento
de tipo militar intenso, normalmente realizado em circuitos, mesclando exercícios de força e de resistência aeróbica. Um dos
segredos do sucesso do CrossFit é o fato das aulas serem bastante motivadoras, o treino muda constantemente, existe uma integração entre os alunos e isso os estimula a darem o melhor de si. Os benefícios do CrossFit, quando praticado de forma correta, são diversos. Por ser um treinamento mais completo ele é capaz de aumentar, ao mesmo tempo, força, condicionamento
aeróbico, massa muscular, equilíbrio e flexibilidade.

“É uma atividade dinâmica, uma atividade conjunta, é uma superação diária, todo dia você tenta colocar um peso a mais para se superar, isso eu acho o melhor do CrossFit”, acredita Suzana Lefki, praticante do CrossFit.

Foto: Reprodução/Internet.

Os treinos são individualizados atendendo a necessidade, preferência e limitação física do aluno. Por isso é importante a escolha de uma boa academia com profissionais competentes que vão avaliar o que é melhor para cada um. O maior risco da prática do CrossFit são as lesões. Um estudo realizado no Reino Unido com 197 praticantes de CrossFit apontou que 97% reportou algum tipo de lesão. Nove desses participantes relataram a necessidade de cirurgia após a lesão. Os autores do estudo afirmaram que a frequência de lesões se assemelha aos números de modalidades esportivas como levantamento olímpico e ginástica. Considerando o risco de lesão e por ser uma atividade de alto impacto, mesmo sendo considerado um treinamento efetivo para melhorar o condicionamento e a saúde em geral, o CrossFit deve ser evitado por um grupo de pessoas: Crianças, idosos, gestantes, indivíduos com pouco condicionamento físico ou problema físico, certamente estarão mais seguros praticando outra atividade.

*Marina Maranhão é estudante de Jornalismo.