Após vice do Interior, Santo André só voltará a campo em 2018; dirigentes explicam medida

Crédito da foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O Santo André encerrou sua temporada no futebol profissional na última sexta-feira (28) ao ficar com o vice-campeonato do Troféu do Interior do Campeonato Paulista, após empate em 1 a 1 com o Ituano, no Estádio Bruno José Daniel (no agregado, 2 a 1 para o Galo de Itu). Assim, só voltará em campo em 2018, pelo Paulistão da Série A-1. A diretoria explicou a difícil medida, em entrevista exclusiva ao ABCD Maior e Torcedores.com.

Devido à situação financeira, que não é das melhores, o clube optou por abrir-mão da vaga na Copa Paulista no segundo semestre e fechar o departamento de futebol profissional até o fim do ano, drama vivido por milhares equipes do país. “A Copa Paulista é interessante mas custa caro e não oferece nada em contrapartida. Há três anos fomos campeões da Copa Paulista, mas não representou nada (financeiramente) ao Santo André”, revelou o presidente ramalhino Jairo Livólis.

VEJA MAIS
MERCADO DA BOLA: SÃO PAULO ACERTA COM DESTAQUE DO SANTO ANDRÉ NO TROFÉU DO INTERIOR
ITUANO EMPATA COM SANTO ANDRÉ E É CAMPEÃO DO TROFÉU DO INTERIOR

O foco será a disputa do Estadual Sub-20, segundo o dirigente. “Nossa intenção é daqui até o fim do ano fazer um investimento fortíssimo nas categorias de base, investir na revelação de jogadores, acertar o caixa do clube de maneira que dezembro e janeiro possamos montar uma equipe mais forte do que temos hoje. Esse é o nosso planejamento”, disse o cartola máximo do time do ABC.

Com a economia no caixa nos próximos meses, a expectativa é de um elenco mais fortalecido em 2018 no Paulista, de acordo com o vice-presidente do conselho deliberativo, Celso Luiz de Almeida. “Não adianta a gente gastar um dinheirão na Copa Paulista, podendo não chegar na Copa do Brasil ou Série D (do Brasileiro). Ano que vem vamos ter três vagas na Série D via Paulistão. Nós temos de buscar no Campeonato Paulista porque é um desafio nosso”, afirmou.

Jogadores do elenco foram emprestados a outras agremiações e devem voltar no final da temporada para o Estadual. São os casos de Guilherme Garré e Paulinho, cedidos ao Boa Esporte; Dudu Vieira, ao Figueirense; e David Ribeiro, ao sub-20 do São Paulo. Outros, devolvidos a seus clubes de origem, como Renato, ao Palmeiras; Claudinho, ao Corinthians; e Serginho, ao Santos.

Além do Santo André, outro time da divisão de elite do Paulistão que ficará inativo no segundo semestre é o Grêmio Novorizontino, que também avaliou a participação na Copa Paulista como prejudicial aos cofres da equipe. Mas em 2018 o Tigre do Vale terá calendário cheio. Com a boa campanha em 2017 (onde chegou às quartas de final), se classificou para a Série D do Campeonato Brasileiro do próximo ano.

* Direto do Estádio Bruno José Daniel, em Santo André-SP


Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.