Roberto Carlos “quase” foi contratado por modesto clube inglês quando jogava pelo Palmeiras

Foto: Reprodução

Com participação em três Copas do Mundo, sendo vice em uma delas e campeão em outra, Roberto Carlos é um dos jogadores mais consolidados do futebol mundial. Revelado pelo União São João, no início da década de 90, o lateral ainda passou pelo Atlético-MG, antes de chegar ao Palmeiras.

E foi no clube alviverde que Roberto Carlos foi revelado para a história do futebol. Participando do incrível Palmeiras gerido pela Parmalat, o jogador conquistou 2 Campeonatos Brasileiros seguidos pelo Verdão, até se transferir para a Inter de Milão, onde começou sua trajetória no futebol europeu.

LEIA MAIS

CRITICADO NA DEFESA, EGÍDIO É O MAIS EFICIENTE EM DESARMES NO PALMEIRAS

COM 42 ANOS, ZÉ ROBERTO ESBANJA JOVIALIDADE E É O QUINTO JOGADOR DO PALMEIRAS COM MAIS MINUTOS JOGADOS EM 2017

ALEXANDRE MATTOS REVELA QUE PRESIDENTE DO CLUBE URUGUAIO MINIMIZOU CONFUSÃO ENTRE PEÑAROL X PALMEIRAS

Entretanto, seu início no futebol do Velho Continente poderia ter começado de forma diferente. Em vez de ir para a Itália, o destino de Roberto Carlos poderia ter sido a “Terra da Rainha”, e em um clube bem modesto para a carreira do jogador.

Em entrevista ao jornal britânico The Sun, Roberto revelou que chegou a conversar com o presidente do Aston Villa Doug Ellis, ainda em 1995, porém o treinador Brian Little não se entusiasmou com o brasileiro e optou por contratar Gareth Southgate, atual treinador da seleção inglesa, que fez sucesso no clube de Birmingham.

“Eu na verdade fiquei perto de me transferir para o Aston Villa no começo da minha carreira. Me encontrei com o clube, mas nada aconteceu. O Birmingham também teve interesse, mas não foi a lugar nenhum e depois acabei acertando com a Inter de Milão”, revelou.

Segundo Roberto Carlos, Doug Ellis se encantou com o lateral após partida disputada pela seleção brasileira, contra a Suécia, no Villa Park, casa do Aston Villa. Ao ter a transferência melada para o clube inglês, Roberto foi contratado pela Inter e logo depois foi para o Real Madrid, onde fez sucesso sendo um dos maiores ídolos da história do clube espanhol.