Renato volta a dizer que foi melhor que Cristiano Ronaldo: “Brincando, joguei mais”

renato
Foto: Reprodução/SporTV

Renato Gaúcho, de fato, tem convicção que foi melhor jogador que Cristiano Ronaldo. A afirmação, que já foi dada por ele em mais de uma entrevista, voltou a ser repetida nesta sexta-feira, quando o atual técnico do Grêmio participou ao vivo do programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes.

Na avaliação de Renato, o atual astro do Real Madrid tem o privilégio de jogar ao lado de grandes craques, com o salário em dia e sempre em gramados impecáveis, situação em que ele, quando jogador do Grêmio na década de 80, por exemplo, não teve a chance de vivenciar.

LEIA MAIS:

Agora no Grêmio, Lucas Barrios manda recado para o Palmeiras e para Cuca

Pottker chega ao Inter e evita falar nome do rival Grêmio: “Time do outro lado lá”

RBSTV capricha em chamada de jogo de estreia do Inter na Série B; assista

“Eu joguei mais que o Cristiano Ronaldo. Brincando eu joguei mais que ele”, declarou à Bandeirantes nesta sexta-feira. “Eu queria era ganhar o que o Cristiano Ronaldo ganha e jogar com quem ele pode jogar ao lado”, acrescentou.

Em fevereiro, o técnico do Grêmio havia participado do programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, e se explicou melhor sobre o tema. Mas insistiu que foi melhor que CR7. Como jogador do tricolor, por exemplo, Renato foi o herói da conquista mundial de 1983 ao marcar dois gols sobre o Hamburgo, da Alemanha.

“Com certeza, joguei mais que ele. É que muita gente dessa geração acompanha o Cristiano Ronaldo e não me viu jogar. Eu queria ver o Cristiano jogar nos clubes onde eu joguei, às vezes com três, quatro meses de salários atrasados, e ser campeão como eu fui. E eu queria estar no Real Madrid, jogando uma vez por semana, campo bom, e jogando com os colegas que ele tem ao lado, monstros. Isso eu queria ver”, disse Renato, na ocasião, em tese bem semelhante à dita nesta sexta.

Enquanto jogador, Renato disputou a Copa do Mundo de 1990, quando foi reserva, e teve sucesso nos clubes brasileiros em que atuou, tais como Grêmio, Flamengo, Fluminense e Cruzeiro. No entanto, fracassou em sua única experiência na Europa, passando brevemente pela Roma, da Itália, entre 1988 e 1989.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.