Que dupla! Com copo na mão, Perdigão e Gabiru se abraçam emocionados; veja

Perdigão
Foto: Reprodução/Vídeo

Essa é para deixar qualquer colorado morrendo de saudades. Na quarta edição da tradicional feijoada que leva o seu nome, no bairro Xaxim, em Curitiba, o ex-jogador Perdigão teve entre os seus convidados o inseparável amigo Adriano Gabiru. Juntos, os dois foram campeões mundiais pelo Inter em 2006 e desde então são rotineiramente vistos confraternizando.

Com seus habituais quilinhos a mais e o copo sempre cheio na mão, Perdigão se emocionou ao ver vídeos, durante o evento, de ex-companheiros de clubes por onde passou na carreira. Mas o momento de maior emoção do ex-volante foi quando a banda do evento tocou “Amizade”, do Fundo de Quintal.

LEIA MAIS:

Agora no Grêmio, Lucas Barrios manda recado para o Palmeiras e para Cuca

Pottker chega ao Inter e evita falar nome do rival Grêmio: “Time do outro lado lá”

RBSTV capricha em chamada de jogo de estreia do Inter na Série B; assista

Nesse instante, Perdigão e Adriano Gabiru ficaram uns bons segundos abraçados e se emocionaram juntos. Claro, com o copo em uma das mãos. A cena viralizou na web e foi bastante repercutida pelos internautas. Especialmente os colorados mais saudosos. Assista:

“É maravilhoso estar aqui com o Perdigão. Gosto demais dele, um cara de família assim como eu. Essa feijoada é maravilhosa, já é a terceira vez que venho. Ele é meu parceiro, dividimos quarto lá no Mundial. Fico feliz por ele. Somos amigos desde a época do Atlético Paranaense. Um cara espetacular, tem que prestigiar muito. A gente bebe junto, faz churrasco. Não larga a cerveja”, brincou Gabiru ao Globoesporte.com.

Cada um em seu papel, tanto Perdigão quanto Gabiru foram fundamentais para o desempenho do Inter em 2006, ano em que o clube venceu a Libertadores e o Mundial. O ex-volante era reconhecido até pelos próprios colegas como o jogador que divertia a todos e era fundamental para deixar o clima leve fora de campo. Já o meia se consagrou por fazer o gol mais importante da história colorada na vitória sobre o Barcelona, no Mundial.

*Este artigo tem parceria com a Fan Page “Como é Bom Ser Colorado” – curta abaixo!

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.