5 motivos para acreditar que o Palmeiras vencerá o Jorge Wilstermann

Palmeiras
Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

O Palmeiras está muito próximo da classificação na fase de grupos da Copa Libertadores da América. Nesta quarta-feira (03), às 21h45 (de Brasília), o time brasileiro vai até o estádio Felix Capriles, localizado em Cochabamba, na Bolívia, enfrentar o Jorge Wilstermann.

Com dez pontos na liderança do grupo 7 da competição continental, basta um empate para que o alviverde conquiste a vaga antecipada para as oitavas de final. Isso porque, os bolivianos são vice-líderes com seis, o Atlético Tucumán, da Argentina, soma quatro, e o Peñarol tem três.

LEIA MAIS:
DUDU JÁ FALA EM MUNDIAL: ‘SE NÃO FOR O REAL MADRID, A GENTE TEM CHANCE’

Pensando nisso, o Torcedores.com elaborou lista na qual constam cinco motivos para que o torcedor do Palmeiras acredite na vitória sobre o Jorge Wilstermann.

  1. Motivação: Depois da vitória sobre o Peñarol por 3×2 no Uruguai, da maneira que foi, com uma virada incrível na segunda etapa e ainda toda a confusão, acredita-se que os palmeirenses tenham ficado bastante motivados, com o que os torcedores gostam de chamar de “Espírito de Libertadores”.
  2. Classificação: Vencer o Jorge Wilstermann significa classificação antecipada às oitavas de final do torneio continental ou até mesmo um empate. Importante somar pontos para que o clube possa decidir os duelos de mata-mata no Allianz Parque ao lado de sua torcida.
  3. Eduardo Baptista: O comandante estava pressionado e se tivesse perdido no Uruguai, teria sido bombardeado por críticas devido ao esquema tático. No entanto, o alviverde triunfos em terras charruas e graças às mudanças feitas por Eduardo Baptista no segundo tempo, o que deu moral ao técnico.
  4. Retrospecto: Na história do confronto, as equipes se enfrentaram em quatro oportunidades e o Palmeiras tem grande vantagem de ter saído vitorioso em três delas, tendo balançado as redes sete vezes, incluindo um 4×0, em pleno Félix Capriles, no ano de 1970.
  5. Willian: O atacante chegou no início da temporada, mas nem de longe era apontado como a principal aposta para fazer gols. Só que ele tem tido atuações muito consistentes e se movimentando muito bem, tanto é que balançou as redes adversárias em oito oportunidades. Contra o Peñarol, marcou duas vezes.