Opinião: Éverton Ribeiro pode chegar ao Palmeiras por 6 motivos

Everton Ribeiro
Getty Images

Entra ao, sai ano, o nome de Éverton Ribeiro volta à pauta dos principais clubes brasileiros. Desde que o meia saiu do Cruzeiro para jogar nos Emirados Árabes, muitas são as vezes em que o jogador é “colocado” como reforço no Brasil.

Mas desta vez as coisas são diferentes. Em março deste ano, o próprio Éverton Ribeiro chegou a dizer que gostaria de retornar ao Brasil. A dificuldade, no entanto, envolve o Al Ahli. O clube árabe só aceitava se desfazer do meia perante o pagamento de 5 milhões de euros.

LEIA MAIS
5 sinais de que a queda de Eduardo Baptista era questão de tempo
Veja os outros novos uniformes do Palmeiras

Flamengo, São Paulo e Cruzeiro, a princípio, foram os mais entusiasmados com a ideia de contar com o atleta. Já o Palmeiras, em “stand-by”, aguardava o momento que não havia acontecido até agora. No Verdão, com a chegada de Cuca, a necessidade de um meia foi destacada e o nome de Éverton voltou à pauta.

Tá certo que o jogador só chegaria ao Palmeiras no meio do ano, mas já seria fundamental para o esquema do “novo-velho” treinador. Pensando nisso, reunimos seis motivos que podem fundamentar a chegada de Éverton Ribeiro ao Verdão. Confira!

VONTADE DO JOGADOR

Esse é o ponto mais importante. Se o jogador quisesse continuar nos Emirados Árabes, ninguém poderia fazer nada. Mas no futebol quem manda são os jogadores. Até porque nenhum clube quer ter um atleta insatisfeito em seu elenco.

ALEXANDRE MATTOS

Esse é outro ponto fundamental. Um jogador do calibre de Éverton não chega a um clube sem um bom negociador envolvido. Além disso, Mattos e o meia se conhecem desde a época de Cruzeiro, o que pode facilitar as conversas.

DINHEIRO

Também não adianta nada um bom negociador sem dinheiro em caixa. O Palmeiras tem. Tá certo que não está sobrando, mas tem. As rendas do Allianz Parque, do Avanti, dos patrocínios, da TV, além de um possível aporte extra da Crefisa, podem facilitar nesta questão.

TITULARIDADE

As chances de chegar e jogar são grandes no Palmeiras. Cuca é um treinador que gosta de jogar no ataque, o que possibilitaria uma dupla de meias com Alejandro Guerra. Outra opção é Éverton disputar a vaga justamente com o venezuelano, por conta da grande sequência de jogos.

PROJETO CAMPEÃO

Nenhum jogador chega a um clube sem projeto. E o do Palmeiras é um dos mais ambiciosos que existem no momento. Se em 2016 a ideia era ser campeão brasileiro, em 2017 o projeto é ganhar a Libertadores, tendo a oportunidade de participar do Mundial de Clubes no fim do ano.

SELEÇÃO BRASILEIRA

Tal como a foto que ilustra esta matéria, Éverton não vê a hora de voltar a jogar pela Seleção. Atuar em um grande clube do futebol brasileiro, como o Palmeiras, poderá lhe proporcionar mais oportunidades de ser lembrado por Tite.

Os motivos são viáveis, agora resta acompanhar as negociações e a aproximação da próxima janela de transferências no meio do ano. Enquanto isso, o Palmeiras inicia sua luta no Brasileirão neste domingo contra o Vasco, às 16h, no Allianz Parque.

Foto: Getty Images