Nepomuceno cobra liderança do Atlético-MG na Libertadores: “Obrigação”

Atlético-MG x Palmeiras - ingresso
Bruno Cantini/CAM
A delegação do Atlético-MG desembarcou na tarde desta terça-feira (2), na cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde amanhã encara o Sport Boys, às 19h30 (horário de Brasília), no estádio Ramón Tahuiche Aguilera, pelo quinta rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América.

Na chegada do time brasileiro, o presidente do clube, Daniel Nepomuceno, voltou a destacar a obrigatoriedade da equipe pela classificação em primeiro na sua chave.

LEIA MAIS:

Atlético-MG divulga relacionados para jogo da Libertadores; veja a lista

Juca Kfouri dispara contra reclamações de Mano Menezes: “Passando dos limites”

“O espírito é de buscar a vitória. Temos a obrigação de ficar em primeiro. O elenco sabe que temos que buscar a vantagem na próxima fase”, afirmou Nepomuceno ao Superesportes.

Para dar mais comodidade ao elenco, o mandatário alvinegro decidiu fretar o voo para a país boliviano. O retorno ao Brasil acontece logo após o fim da partida. Tudo isto para minimizar o desgaste físico dos jogadores que terão uma semana decisiva pela frente em duas competições.

Além de brigar por uma vaga na próxima fase do torneio sul-americano, o Galo decidi ainda no domingo o título do Campeonato Mineiro contra o seu maior rival. No jogo de ida, empate em 0 a 0 no Mineirão. O segundo embate está marcado para a Arena Independência que, assim como no Gigante da Pampulha, terá ambas as torcidas presentes.

“O calendário é cruel para quem disputa tudo. Tivemos um jogo difícil na final. Na outra semana foi a mesma coisa. Foi essencial fretar o voo para garantir um pouco de conforto para os jogadores antes da decisão. O clube pode render mais. Está cumprindo sua missão, mas vamos aos poucos chegando ao ideal”, finaliza o dirigente.

Caso consiga um triunfo nesta quarta e o Libertad não vença o Godoy Cruz, o alvinegro de Belo Horizonte já se garante no mata mata.