Na várzea, Corinthians já garante taça em cima da Ponte Preta

Corinthinhas campeão do 1º Mesa Redonda Futebol de Várzea (Foto: Edu Lima)

Reedição do histórico campeonato paulista de 1977 entre SC Corinthians Paulista contra o AA Ponte Preta não aconteceu apenas na final do Paulistão. AE Corinthians do Balneário São José e SE Ponte Preta do Jardim Mirna fizeram um duelo no campo do CDC Jardim São Rafael, na extremo da zona Sul de São Paulo. Futebol de Várzea!

Corinthinhas e Ponte Preta fariam um amistoso, mas como valia troféu teve clima de decisão. Além disso, o jogo seria personagem para uma matéria da TV Gazeta, ou seja, os jogadores fizeram miséria em campo. E claro que os Cornetas da Bola também estavam lá.

O que vimos foi um jogo truncado, bem mais difícil do que os 3 a 0 conquistados pelo Timão profissional, em Campinas. No fim do primeiro tempo, uma jogada polêmica deu um tempero especial. O atacante da Ponte Preta, Sherley, recebeu passe dentro da área e, sozinho, bateu forte. O que seria o 1 a 0 virou frustração, pois o árbitro da partida deu impedimento invalidando o gol. Para uns, o juiz estava certo. Para outros, o apito amigo do Corinthians apareceu até na várzea.

Foto: Edu LIma

Os gols “de verdade” saíram apenas no segundo tempo. Aos 19 minutos da etapa final, o Corinthinhas abriu o placar. O goleiro Jefinho deu um chutão pra frente, a bola pingou e matou o zagueiro da Ponte. Foi aí que Macuco bateu na saída do goleiro Tony fazendo gol para o Corinthians.

Nem deu tempo de a Ponte Preta se arrumar em campo e já tomou o segundo gol aos 21 minutos. Pedro recebeu lançamento na esquerda, teve a calma de dominar a bola e fazer o cruzamento para o atacante Kinkas, conhecido também como o Jô da várzea. Ele se antecipou para cabecear pro fundo da rede . Corinthians 2 a 0. Até aí, tudo poderia ter sido uma premonição ao que aconteceria na final do Paulista. Só que não!

Foto: Edu Lima

A Ponte Preta foi com tudo em busca de diminuir o marcador e, aos 28 minutos, em bola parada, o capitão Ronan bateu forte. A bola desviou na barreira e matou o goleiro Jefinho que ficou parado sem reação vendo a gordinha morrer no fundo do gol. Final do jogo: Corinthinhas 2, Ponte 1.

FICHA TÉCNICA

Local: Campo Jardim São Rafael Zona Sul – SP
Data: 30/04/2017 – Hora: 12h15
Árbitro: Japonês
Gols: Macuco e Kinkas (Corinthians) – Ronan (Ponte Preta)

AE Corinthians do Balneário São José: 12- Jefinho; 6- Balão, 13- Café, 4- Nicolas, 20- Rodrigo, 5- Fu, 94- Eduardo, 14- Alemão, 17- Buiu (11- Pedro), 19- Macuco e 9- Kinkas – Banco de reservas: 11- Pedro – Técnico: Lucão – Auxiliar: Osvaldo

SE Ponte Preta do Jardim Mirna: 1- Tony; 16- Gley, 4- Ronan, 13- Paulo, 5- Chuchu, 6- Vitor, 18- GTA, 21- Daivid (15- Rodney), 17- Fernando, 20- Sherley, e 11- Lucas – Bando de reservas: 15- Rodney – Técnico: Willian – Auxiliar: Lagoa.

LOGONOVO-CORNETAS-COM CORNETA-VERDE

Texto: Edu Lima / Diego Viñas

Curta ‘nóis’ no Facebook
Inscreva-se no nosso canal no YouTube