Veja as mudanças, desfalques e retornos no Palmeiras para enfrentar o Wilstermann

Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Depois da “Batalha de Montevidéu”, quando venceu o Peñarol, de virada, por 3 a 2,  e foi envolvido em uma grande confusão ao final do duelo, o Palmeiras retorna a campo já nesta quarta-feira (3), quando vai enfrentar o Jorge Wilstermann, em Cochabamba, na Bolívia. E o time que vai jogar terá várias mudanças devido a suspensões, problemas físicos e volta de atletas.

O técnico Eduardo Baptista falou sobre todos esses durante a entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta segunda-feira.

LEIA MAIS:

VERDÃO CONTRATA LATERAL REVELAÇÃO DO INTERIOR PAULISTA
VERDÃO DIVULGA VÍDEO PARA CONTESTAR QUE FELIPE MELO COMEÇOU BRIGA NO URUGUAI; ASSISTA
6 PROMESSAS QUE SURGIRAM NO ALVIVERDE, MAS DEIXARAM A DESEJAR
CLUBE PODE GARANTIR CLASSIFICAÇÃO NA LIBERTADORES MESMO SEM ENTRAR EM CAMPO

Inicialmente, o comandante do Palmeiras revelou o substituto do volante Felipe Melo, suspenso preventivamente pela Conmebol por três partidas após a briga com atletas do Peñarol. Thiago Santos ganhará a vaga.

O Thiago [Santos] vem numa evolução. Quando o conheci era um volante de marcação, ele tem evoluído desde o ano passado na transição de bola. Ele tem feito isso muito bem. Tem muita força física, tem uma grande chance de atuar amanhã. O Felipe é mais rodado, mais experiente. Por tudo que ele já passou, às vezes encurta o caminho até a bola, mas os dois se assemelham. No fim, os dois atingem o mesmo quesito. Infelizmente não temos o Felipe para a sequência, mas o Thiago cumpre bem“, disse Baptista.

Outra dúvida do treinador para armar o Palmeiras é na lateral esquerda. Egídio e Michel Bastos brigam pela vaga, já que Zé Roberto está machucado e não viaja para a Bolívia. Pelas palavras do comandante, Michel deve levar a melhor.

Trabalhamos com Egídio e Michel, o Zé está com uma inflamação no tendão e não pode treinar. Falei com o Michel, para uma situação de jogo em Montevidéu eu entedia que ele poderia fazer bem a função [na lateral]. Teria bola parada importante, fez bem, e na reapresentação falei se ele estava disposto a ajudar e se colocou totalmente a favor. Deixou a meu critério“, explicou Baptista, lembrando de outros ganhos na equipe com Michel em campo.

É um jogador que você pode trazer o Tchê Tchê ou outro volante para fazer três homens e adiantá-lo. Ganho um passe qualificado. Mesmo como lateral ele pode jogar por dentro com variações importantes e bola parada boa. Ele se colocou à disposição“, completou.

Dúvida no ataque

Na frente, Willian, autor de dois gols no último duelo, vai jogar. A dúvida é quanto à escalação de Borja, mais fixo à frente, ou Róger Guedes pelo lado do ataque, deixando Willian mais centralizado. Além disso, o retorno do capitão Dudu é garantido.

A gente testou algumas coisas, algumas duplas como foi ontem o Willian e Borja. Vamos tomar a melhor decisão. O Dudu é um líder, vai reforçar bem a equipe para o jogo na Bolívia“, revelou o treinador.

Por fim, Edu Dracena com problema físico é outro que pode desfalcar o Palmeiras no próximo jogo da Libertadores. Neste caso, Vitor Hugo entrará no seu lugar.

O Zé praticamente fora, o Edu vamos esperar. O Edu foi uma pancada no fim do treino de ontem [domingo], mas preocupa um pouco. Vamos aguardar. O Zé é uma inflamação no tendão e preocupou porque ele não treinou. São só 18 na relação. Esperamos poupar e recuperar para a estreia do Brasileiro“, finalizou o técnico.