Milton Mendes trabalha para retomar prestígio do Vasco no Brasileirão

Vasco
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

De volta à Série A, o Vasco de Milton Mendes já trocou de técnico nesta temporada e neste final de semana estreia no Brasileirão.

O primeiro desafio do Vasco é enfrentarão atual campeão Palmeiras em pleno Allianz Parque. No final do mês já tem outro teste: clássico diante do Fluminense. No entanto, o time disputa apenas o Brasileirão neste ano e terá 38 jogos para concentrar seus objetivos.

O cruzmaltino começou 2017 sob o comando de Cristóvão Borges, substituto de Jorginho. A segunda passagem dele como técnico do clube durou apenas 11 jogos, até a eliminação da Copa do Brasil em março, para o Vitória.

A principal contratação para 2017 foi o atacante Luis Fabiano, recebido com festa no aeroporto. Além dele, chegaram outros seis jogadores mas apenas dois são titulares (o lateral direito Gilberto e o volante Jean). Os demais são os meio-campistas Escudero e Wagner e os atacantes Muriqui e Kelvin.

Apesar dos reforços com característica ofensiva, o Vasco sofreu com lesões e não balançou as redes em seis dos 19 jogos neste ano. No total são apenas 21 gols marcados e 17 sofridos.

A zaga titular em 2016 também foi modificada visto que Luan foi para o Palmeiras e Rodrigo rescindiu contrato para acertar com a Ponte Preta. Jorge Henrique é outro que saiu – assinou com o Figueirense.

Confronto direto

Se levar em consideração apenas os times que disputam a Série A, o Vasco tem retrospecto que assusta o torcedor (venceu apenas um dos oito jogos). O cruzmaltino enfrentou Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vitória-BA, mas ganhou apenas do alvinegro de General Severiano (2 a 0 pela final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca).

Nenê fez seis gols na temporada mas passou em branco nos últimos cinco jogos – ele não marca desde 26 de março. Quem cresceu neste período foi Yago Pikachu, escalado no meio de campo desde a chegada de Milton Mendes.