Nacional 2(3 x 2)1 Cruzeiro: assista os melhores momentos da partida

Nacional x Cruzeiro melhores momentos
Reproducao: Sportv
O Cruzeiro está fora da Copa Sul-Americana. Após vencer o primeiro jogo por 2 a 1, em Belo Horizonte, o Nacional devolveu o mesmo placar na noite desta quarta-feira, no estádio Defensores del Chaco. Com o resultado, a série foi para as penalidades e o time da casa levou a melhor. Agora, a Raposa foca totalmente no Brasileirão. No domingo, recebe o São Paulo, no Gigante da Pampulha.

O JOGO

O Cruzeiro teve a primeira chance logo aos 2 minutos de partida. Pela direita, Alisson fez boa jogada e cruzou na cabeça do argentino Ábila. O atacante subiu inteiro na bola e cabeceou por cima da meta paraguaia.

Com domínio maior do jogo, a Raposa pressionava os donos da casa em busca do primeiro gol. E ele veio aos 12′ com Thiago Neves. Após uma cobrança de falta, ela sobrou para Diogo Barbosa na esquerda. O lateral cruzeirense devolveu a bola para área. A zaga do Nacional falhou e ela sobrou para Thiago Neves abrir o placar.

No entanto, não deu nem tempo para os brasileiros comemorarem. Na sequência, em um erro de Mayke, Villagra bateu forte sem chances para Rafael.

Depois de ambos as equipes balançarem as redes, o jogo esfriou e poucas oportunidades foram criadas. Na volta do intervalo, o Cruzeiro voltou a tomar as rédeas, mas não conseguia ameaçar o goleiro Rojas.

Porém, o Nacional voltou a aproveitar um vacilo da defensa brasileira para virar a partida. O zagueiro equatoriano deu passe errado para Léo. Núñez recebeu e cruzou para Bareiro cabecear no cantinho da meta cruzeirense.

Para piorar a situação da Raposa, Léo recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A vitória por 2 a 1, levou a decisão para as penalidades. O Nacional levou a melhor e venceu por 3 a 2.

Assista aos melhores momentos da partida:
Veja as penalidades:

Nacional 2(3 x 2)1 Cruzeiro

Local: Estádio Arcenio Erico, Assunção (PAR)
Data: 10 de maio de 2017, quarta
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Gustavo Murillo (Colômbia)
Assistentes: Eduardo Díaz (Colômbia) e Humberto Clavijo (Colômbia)

Nacional: Gimenez; Dávalos, Servín, Jacquet, Rodrigo Rojo, Paniagua, Jonathan Santana, Arguello, Francisco García, Salgueiro, Adam Bareiro. Técnico: Roberto Torres

Cruzeiro: Rafael, Mayke, Léo, Caicedo, Diogo Barbosa, Henrique, Hudson, Thiago Neves, Rafinha, Arrascaeta e Rafael Sóbis. Técnico: Mano Menezes