GSP diz ainda desejar luta contra Michael Bisping

Reprodução/Youtube

A luta entre Georges St-Pierre e Michael Bisping acabou ‘cancelada’ nesta semana pelo presidente do UFC, Dana White, pelo fato do canadense não poder lutar antes de outubro contra o inglês. Nesta sexta-feira (12), GSP falou ao site MMAFighting sobre o assunto.

O canadense se disse ‘surpreso’ por saber do cancelamento da luta com Bisping e sugeriu que a decisão de Dana pode ter sido para tentar pressioná-lo a lutar antes do prazo que estipulou ou foi uma reação impensada do chefão do Ultimate.

LEIA MAIS

BRAZILIAN STORM NO MMA: CONHEÇA AS BRASILEIRAS QUE PROMETEM DOMINAR O PESO PALHA DO UFC

EMPRESÁRIO DE JONES AFIRMA QUE O LUTADOR ASSINOU O CONTRATO PARA LUTAR CONTRA CORMIER

“Quero lutar contra o Bisping e sei que o Bisping quer lutar contra mim. Acabei de saber (do cancelamento). Não sei o que dizer. Pode ter sido uma resposta que o Dana deu meio na emoção ou talvez seja para tentar me pressionar a lutar”, declarou St-Pierre.

Com a luta entre Bisping e GSP causando revolta entre diversos lutadores da categoria dos médios, o canadense disse entender a frustração dos colegas por ter vivido coisas parecidas em sua carreira.

“Nesse esporte, quando um lutador tem uma oportunidade como essa, deixa mais gente infeliz do que feliz. É a natureza desse esporte, já estive neste papel”, afirmou.

 

(Crédito da foto: Reprodução/Youtube)