Galvão detona Conmebol por briga em jogo do Palmeiras: “Selvageria que me dá vergonha”

Reprodução/SporTV

Se Eduardo Baptista fez um desabafo após a confusão no jogo entre Peñarol e Palmeiras, em Montevidéu, na última segunda-feira foi a vez de Galvão Bueno soltar a voz sobre o assunto no programa “Bem, Amigos!”, do SporTV.

O narrador não poupou críticas aos atos de violência dentro e fora de campo e questionou a justifica de ”clima de Libertadores” para a selvageria na competição mais importante do continente.

LEIA TAMBÉM:
EXCLUSVO: Palmeirense no Uruguai revela clima de “ditadura” e amigos espancados em pós-jogo

EXCLUSIVO: “Seguranças jogaram barras de ferro em nós”, relata palmeirense no Uruguai
Conmebol ordenou trancar portão de acesso aos vestiários do Palmeiras

Teve até comparação com a Liga dos Campeões, competição que ele vem narrando pela TV Globo.

”Por que, quando acaba o jogo da Liga dos Campeões, os caras se abraçam, e por que, quando acaba da Libertadores, os caras saem na porrada? Uma vergonha. Por quê? Esse é o tal do espírito da Libertadores? Então que não se jogue mais Libertadores, que não exista mais Libertadores”, opinou Galvão.

A Conmebol foi também alvo do locutor da Rede Globo.

”As autoridades têm que ter vergonha na cara e tomar providências quanto às coisas que acontecem. Não se pode creditar ao ‘espírito da Libertadores’ ato de selvageria e de covardia (…) Por que que tem que ser dessa maneira? Que tal de espírito da Libertadores é esse? Que conversa mais fiada. Uma selvageria que me dá vergonha”, finalizou.

Por causa da briga generalizada, o Peñarol provavelmente pegará um gancho da Conmebol e poderá perder o direto de jogar no estádio Campeón del Siglo, ou mesmo atuar na arena, mas sem público. A entidade suspendeu, de maneira preventiva, Felipe Melo, do Palmeiras, por três jogos após soco em Mier. Do lado uruguaio, o próprio Mier e também o lateral Hernández e Nahitán Nandez.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.