Opinião: Felipe Melo revela preferência política e causa celeuma

Brasileirão
Crédito da imagem: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Felipe Melo, o polêmico jogador do Palmeiras, postou nas redes sociais a sua opção como eleitor nas eleições à presidência em 2018. A revelação causou inúmeras e diferentes reações na torcida do Verdão, bem como nas torcidas rivais.

A grande questão não é a escolha em si, não obstante qualquer cidadão ter direito à sua preferência por A ou B, outrossim é a conveniência de jogadores, assim como artistas, as tonarem públicas, já que são fortes influenciadores na sociedade, haja vista a alta relevância que as redes sociais alcançaram na contemporaneidade.

LEIA MAIS:
FELIPE MELO MANDA RECADO DE 1º DE MAIO: “PAU NOS VAGABUNDOS E BOLSONARO NELES!”
FELIPE MELO E TRÊS JOGADORES DO PEÑAROL SÃO SUSPENSOS PROVISORIAMENTE PELA CONMEBOL

Outrora, ocorreram diversos casos de apoio explícito às mais diversas matizes ideológicas, incorrendo em perseguições, banimentos e até no caso mais grave, ao suicídio. Dentre tantos, um dos mais célebres foi o caso do cantor Wilson Simonal, ícone e maior ídolo dos anos 60 e 70, que sofreu um patrulhamento sem precedentes, culminando no seu desaparecimento da mídia e por consequência o alcoolismo, as doenças e a morte prematura.

Outra que ficou marcada, foi a atriz Regina Duarte na primeira eleição do ex-presidente Lula, quando declarou o seu temor com a vitória deste em 2002. Foi massacrada, execrada, isolada, teve inúmeros trabalhos negados graças à perseguição política que sofreu durante os anos de poder daquele que se julgava o “Messias do Brasil”.

O tempo é o Senhor da razão, já dizia o poeta, pois bem, os anos se passaram e os que com o cajado da ideologia progressista bateram na personalidade da atriz, se equivocaram, porém, não tiveram a dignidade de reconhecer o erro e nem formalizar um sincero pedido de desculpas, ao contrário, seguem na mesma cantilena, a despeito dos fatos irrefutáveis das mazelas causadas nos últimos 13 anos e meio à Nação.