Elenco do Corinthians vale três vezes mais que o da La U; veja

Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O Corinthians enfrenta a Universidad de Chile, na noite desta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no estádio Nacional, em Santiago, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. No quesito valor do elenco, o Timão vence com tranquilidade o rival, tendo valor de mercado três vezes superior.

De acordo com o site Transfermakt, o elenco corintiano tem valor de mercado estimado em 45,45 milhões de euros (cerca de 157 milhões). O elenco da La U vale 14,8 milhões de euros (cerca de R$ 51 milhões).

VEJA MAIS:
Palmeiras e Corinthians lucram duas vezes mais que o São Paulo em bilheteria no Paulistão 
Campeão, Corinthians domina as maiores audiências da Globo no Paulistão 

Do plantel corintiano, os mais valorizados são o goleiro Cássio, o meia Giovanni Augusto e o atacante Clayton. Cada um vale 4,5 milhões de euros (cerca de 15 milhões). O curioso é que apenas Cássio será titular. O meia se recupera de lesão e o atacante fica à disposição no banco de reservas.

Na La U, os mais valorizados são o lateral-esquerdo Fabián Monzón e o meia Lorenzo Reyes. Ambos valem 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 5 milhões).

O jogo:

O Timão entra em campo com uma vantagem considerável. Como venceu o jogo de ida por 2 a 0, em Itaquera, o alvinegro pode até perder por um gol de diferença para avançar à próxima fase.

O técnico Fábio Carille tem duas baixas confirmadas: o zagueiro Pablo, com sinusite, e o lateral-direito Fagner, suspenso pela Conmebol. Pedro Henrique e Léo Príncipe foram confirmados como os substitutos. Em contrapartida, ele conta com as voltas do volante Gabriel e do meia Rodriguinho, que cumpriram suspensão contra a Ponte Preta no fim de semana.

A equipe joga apenas três dias depois de ter conquistado o título do Paulistão. O técnico Carille não mostrou preocupação sob o possível clima de oba oba do elenco após o título e garante que todos estão focados no jogo decisivo contra os chilenos.

“Minha preocupação maior foi na semana passada, ganhando de 3 a 0 uma final na casa do adversário. Mas gostei muito do trabalho que fiz aqui de 12, 15 minutos. O pessoal está bem concentrado e sabendo da importância da competição”, disse o comandante em entrevista coletiva na véspera da partida.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)