Edmundo revela que Neymar jogava pelada com sua camisa 7 do Palmeiras

Arte: Torcedores.com

Há alguns anos Neymar é considerado o melhor jogador brasileiro em atividade, e isso é unanimidade entre torcedores e imprensa. No Barcelona, veste a camisa 11. Na Seleção de Tite, então, é o 10 incontestável. Mas você sabia que quando era pequeno, o craque sonhava com outra numeração?

LEIA TAMBÉM:
Palmeiras é prioridade de SP na Globo para a rodada de 4ª feira; veja equipe de transmissão
Eduardo Baptista ensaia Palmeiras com alterações na Libertadores; veja desfalques
EXCLUSIVO: Palmeirense no Uruguai revela clima de “ditadura” e amigos espancados em pós-jogo

EXCLUSIVO: “Seguranças jogaram barras de ferro em nós”, relata palmeirense no Uruguai

Se você imaginou a 7, acertou, já que o então menino Neymar era fã de Edmundo e palmeirense assumido, como revelou vídeo mostrado no programa “Fantástico”, da TV Globo, em 2013. Em entrevista exclusiva ao Torcedores.com na Academia Store, do Shopping West Plaza, Zona Oeste de São Paulo, o Animal contou como o jogador do Barça veio lhe “pedir autógrafo”.

“Foi curioso. A gente estava no Carnaval na Sapucaí e minha mulher falou: ‘Queria tirar uma foto com o Neymar’. Como tinha acesso (no camarote), fui falar com ele. ‘Pô, minha mulher é boleirona e queria tirar uma foto com você’. Daí ele falou: ‘Pô, sou seu maior fã, jogava pelada com a camisa 7, era palmeirense doente. Mas não conta para ninguém”, disse Neymar, que na época ainda defendia o Santos.

E O FLAMENGO?

Além de Palmeiras e Peixe, Neymar também caiu nas graças da torcida do Flamengo. Em abril, o atacante revelou que sonha um dia jogar com a camisa rubro-negra no Maracanã cheio. Para Edmundo, o craque da Seleção deveria tomar cuidado com o que fala, pois qualquer fala sua pode tomar outra repercussão, principalmente por respeito a palmeirenses e santistas.

“Já fui jovem, fui aprender com os erros só com 46 anos (risos) Hoje ele está jogando no Barcelona e nunca se sabe o dia de amanhã. No Palmeiras, com certeza o pessoal ficou chateado porque ele falou que era palmeirense. No Santos os torcedores ficaram chateados porque ele não demonstrou gratidão por voltar ao clube. Às vezes você se manifesta e cria uma antipatia desnecessária”, opinou o hoje comentarista dos canais Fox Sports.

“Não o vejo jogando no Flamengo. O Neymar, primeiro, vai para outro gigante da Europa, depois vai passar por China ou Mundo Árabe para depois, mais velho e se for seu desejo, voltar ao Brasil”, completou Edmundo.

Em sua carreira profissional, Edmundo defendeu o Palmeiras em duas passagens – de 1993 a 1995, quando conquistou o bicampeonato brasileiro (1993 e 1994) e paulista (93 e 94), além do Torneio Rio-São Paulo (93), e de 2006 a 2007. No Flamengo, o Animal jogou em 1995 ao lado de Romário e Sávio, porém só ergueu o troféu do Carioca (95).



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.