Diretor do Novo Hamburgo crava: “Bolaños não amarra a chuteira do D’Alessandro”

D'Alessandro
D'Alessandro em treino do Inter. Foto: Divulgação/Inter

Everton Cury, vice-presidente de futebol do Novo Hamburgo, deu uma declaração contundente nesta segunda-feira em entrevista à Rádio Gre-Nal. Um dia depois do seu time obter um interessante empate em 2×2 no Beira-Rio, pelo jogo de ida da final do Gauchão, o cartola fez vários elogios ao meia Andrés D’Alessandro, autor de assistência para o gol de Nico López.

Segundo Cury, D’Alessandro é o melhor jogador em atividade do futebol do Rio Grande do Sul. Em comparação com o equatoriano Miller Bolaños, que tem sido um dos destaques do Grêmio no início de ano, o dirigente entende que o meia colorado é mais jogador.

LEIA MAIS:

Marcelo Lomba chorou no vestiário por causa da grave lesão de Keiller

Danilo Fernandes não se vê mais no Corinthians: “Minha história lá acabou”

“É o único craque do Rio Grande do Sul. Hoje somente ele”, disse, sobre D’Alessandro. “O Miller Bolaños não amarra uma chuteira do D’Alessandro. O D’Ale é muito mais jogador, nem comparação”, continuou.

De volta ao Inter após um ano emprestado ao River Plate, da Argentina, D’Ale tem sido o grande maestro do time treinado por Antônio Carlos Zago neste início de ano. O próprio técnico Beto Campos, do Novo Hamburgo, admitiu na coletiva deste domingo que o seu time errou ao deixá-lo “solto” no segundo tempo.

Inter e Novo Hamburgo decidem o Campeonato Gaúcho de 2017 no próximo domingo, em local ainda a ser definido pela Federação Gaúcha de Futebol. Ou será no Estádio do Vale ou em Caxias do Sul. Como não há saldo qualificado na final, as duas equipes partem do zero para a decisão.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.