Cuca nega problemas de vestiário no Palmeiras: “Sempre tive ambiente bom”

Cuca
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Os supostos problemas de relacionamento entre Cuca e alguns jogadores do Palmeiras, além do diretor de futebol Alexandre Mattos, não passam de especulação segundo o técnico. Durante a sua apresentação na tarde desta terça-feira (9), o treinador garantiu que saiu do clube apenas por problemas familiares.

“Quando se sai de um clube por escolha sua, o próprio jornalista não acha que o Cuca saiu por isso. Saiu porque teve problema, não gostava do grupo. Mas sempre tive ambiente bom. Nunca briguei com Alexandre ou jogador. Tem situações que você tem que pôr o dedo, e eu faço isso, como posso voltar a fazer, sempre no afã de melhorar. O time, o jogador e a pessoa”, disse.

LEIA MAIS: Cuca explica diferenças entre ele e Eduardo Baptista e projeta novo estilo de jogo

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, já havia afirmado que Cuca não tinha problemas com qualquer integrante do clube seja jogador ou dirigente. “Eu não tenho informação de que ele teve problema com diretoria, com jogadores. O Cuca saiu em dezembro, campeão brasileiro, por problemas particulares, e isso ele mesmo me disse, em novembro ainda, que não poderia continuar. Eu era candidato e o Cuca me disse que precisaria de seis meses de 2017. Em nenhum momento ele me passou que foi por problema de relacionamento”.

O treinador revelou que tinha dúvidas quanto a sua volta ao Palmeiras, mas que o tempo de “casa” e o carinho pelo clube falaram mais alto.

“Eu estava com alguma dúvida, sinceramente, em voltar ao Palmeiras, porque é muito precoce. Tinha condição de sair também. Um dos motivos principais que me fez vir foi o conhecimento de casa que tenho. É um trabalho muito difícil, responsabilidade muito maior, mas com conhecimento de casa bom, o que abrevia o trabalho. Todos sabem o carinho que tenho pelo clube”, explicou.