Cuca tem apenas uma dúvida para escalar o Palmeiras contra o Vasco; confira

Cuca
Cesar Greco / Ag. Palmeiras

O Palmeiras está quase pronto para seu primeiro jogo no Campeonato Brasileiro de 2017. Para o confronto contra o Vasco, que vai marcar a reestreia do técnico Cuca, a equipe não deve ter muitas novidades. Em entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira (12), o comandante revelou qual a sua única dúvida para escalar o time titular.

Após treinar com 11 jogadores na linha durante a semana, Cuca ainda não escolheu quem será o titular do ataque pelos lados do campo. Deixando a escalação do colombiano Borja como certa, o treinador deixou uma vaga aberta.

LEIA MAIS:

CUCA TEM PACIÊNCIA COM BORJA E COMPARA O COLOMBIANO COM GABRIEL JESUS

CARTOLA FC: CONFIRA 5 DICAS PARA MONTAR O SEU ATAQUE NA 1ª RODADA

MERCADO DA BOLA: VITOR HUGO ESTÁ PRÓXIMO DE DEIXAR O VERDÃO RUMO À EUROPA

“Tenho só uma [dúvida no time]. Treinei com o [Róger] Guedes, treinei com o Willian. Com Guedes, ganho em uma situação de velocidade. Com Willian é uma outra situação. Ele é um homem mais próximo do centroavante, de definição. É escolher entre esses dois qual vai iniciar o jogo.”

Com isto, o provável time alviverde tem Fernando Prass, Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo e Tchê Tchê; Willian (Róger Guedes), Guerra e Dudu; Borja.

O último treinamento do Palmeiras antes da estreia será na manhã de sábado (13) e atividade será fechada para a imprensa. O duelo contra o Vasco está marcado para às 16h (horário de Brasília) de domingo e terá como palco o Allianz Parque.

Retorno ao Verdão

De volta ao Palmeiras após ser campeão brasileiro em 2016, Cuca afirmou que, em apenas uma semana, ainda não teve a possibilidade de avaliar muito bem o elenco. Apesar disso, o tempo e a sequência de jogos é aliada do treinador no início de sua segunda passagem pelo clube.

“Não dá para fazer avaliação em quatro dias. O jogo vai me mostrar. Quando tem um sistema de jogar que gosta de marcar o adversário, tem desgaste maior, aceitação do jogador, que tem que se enquadrar dentro da filosofia. Isso tudo o tempo vai encaminhando. Os jogadores vão se adaptando. Os demais, que já jogavam aqui, já sabem como é.”

A respeito das diferenças que o time vai ter, em relação à equipe de Eduardo Baptista, Cuca ‘desconversou’ e revelou que assistiu muitos jogos no período em que esteve sem treinar. Apesar disso, o treinador analisou que o time não estava jogando mal.

“Não posso falar, estava olhando pela TV. Às vezes, não é nem jogo inteiro. Tinha 10 jogos ao mesmo tempo, você vai buscando o que está mais gostando. Fiquei não só no Palmeiras. Você vai mudando. Como é bom ficar sem precisar ganhar (risos). Que maravilha! Mas já acabou também (risos). Acho que eles não estavam jogando mal, vão continuar jogando bem. Mas jogar sem se pressionar, com alegria. É o principal.”

 



Estudante do 8º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.