Corinthians supera São Paulo e Palmeiras juntos, como grande vencedor do século no estado

Fábio Carille, símbolo da conquista, pilar da equipe corintiana. (Foto: Marcos Ribolli)

Fim de mais uma competição e consequentemente, mais uma conquista do Corinthians. Desde o inicio da década de 90, o alvinegro não fica mais de 3 anos, sem títulos, quase sempre, anos ininterruptos de conquistas. Esses números se elevam a cada ano, configurando uma espécie de hegemonia, que coloca a equipe, como grande vencedor no século, dentre as equipes paulistas. Com a 28ª conquista, o Timão acumulou sua 14ª taça. Em contrapartida, Santos vem em seguida com 12, contra 9 do São Paulo e 4 do Palmeiras, fechando a sala de troféus. Corinthians chega um numero expressivo, somando mais títulos que os rivais São Paulo e Palmeiras juntos, que obtiveram nesse período 13 conquistas.

O numero se confirmou após o empate por 1 a 1 sobre a Ponte Preta no último domingo (07), no estádio em Itaquera. Podendo perder até por 2 gols, o Timão controlou a partida para gritar mais uma vez: ‘É campeão’… Nesses 16 anos, a partir de 2001, o ‘Coringão’ acumulou 3 campeonatos brasileiros, 2 Copas do Brasil, 1 mundial, 5 estaduais, 1 Recopa sul americana, 1 torneio Rio-São Paulo, entre várias outras conquistas.

Para o começo do ‘brasileirão’, Carille e cia espera ter o mesmo comportamento, ‘comendo pelas beiradas’, sem qualquer pretensões, deixando a pressão para os adversários. Como prefere o status de coadjuvante, para ‘beliscar’ mais uma taça e manter o legado de títulos e a sala de troféus, ainda mais cheia, mantendo a calma de outrora e o discurso de humildade, para preservar o grupo e a postura, com os ‘pés no chão’.