Renan Dal Zotto chama base campeã olímpica em sua primeira convocação

Foto: Divulgação/CBV

Na manhã desta segunda-feira (8), o técnico Renan Dal Zotto, fez a sua primeira convocação a frente do comando da Seleção Brasileira Masculina de Vôlei, visando a Liga Mundial. O destaque são os jogadores que foram medalha de ouro nas Olimpíadas RIO 2016. 

Com a pressão de substituir o vitorioso Bernardinho, o Renan optou pela segurança na convocação dos nomes, para a disputa da Liga Mundial, que acontece entre os dias 2 de junho e 8 de julho. Dez dos 12 atletas convocados foram campeões olímpicos no Rio de Janeiro.

LEIA MAIS:
CRUZEIRO BATE TAUBATÉ E É PENTACAMPEÃO DA SUPERLIGA

CONFIRA OS NOMES: 

Levantadores: Bruninho (Modena-ITA), Raphael (Taubaté), Murilo Radke (Montes Claros);

Opostos: Wallace (Taubaté), Evandro (Cruzeiro) Renan (JF Vôlei);

Ponteiros: Lucarelli (Cruzeiro), Maurício Borges (Akas Spor-TUR), Douglas (Sesi-SP), Lipe (Halkbank-TUR), Lucas Lóh (Campinas), Rodriguinho (Cruzeiro);

Centrais: Lucão (Sesi-SP), Éder (Taubaté), Maurício Souza (Campinas), Otávio (Taubaté);

Líberos: Tiago Brendle (Campinas) e Tales (Canoas).

A lista de 18 jogadores é a segunda feita por Renan desde que ele assumiu a seleção no início do ano. Na primeira convocação, Renan chamou 12 jogadores somente para sessões de treinos.

Dois campeões olímpicos ficaram de fora: William Arjona (preferiu passar um tempo maior com a família) e Serginho (o líbero de 41 anos decidiu não defender mais a Seleção). Já Wallace, por sua vez, não vai participar da primeira etapa da Liga Mundial por conta do nascimento do primeiro filho.

“Alguns atletas do Rio 2016 realmente estavam em dúvida sobre a continuidade nesse momento, pois foi uma temporada bastante difícil com os Jogos Olímpicos no Brasil e é natural que eles queiram dar uma relaxada. Mas vi também que a maioria estava motivada para o recomeço. Senti que os que estavam em dúvida se motivaram e agora vão com a cabeça focada em dar 100% do melhor”, destacou o treinador durante coletiva.

O motivo de Dal Zotto ter optado pelos nomes que foram destaques nas Olimpíadas, é o fato que o Brasil vive um jejum na Liga Mundial. A Seleção Brasileira não vence a competição desde 2010.



Dennys Carvalho é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdade Integradas Alcântara Machado) e apaixonado por esportes. Já trabalhou na Rádio Escuta/Produção da REDETV!, operador de TV de uma empresa de monitoramento de mídia e Pós-Graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte.