Carinho no ex-clube: Roger Machado vê Grêmio perto de novos títulos

Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Atual comandante do Atlético-MG, Roger Machado comentou sobre o momento do Grêmio, nesta terça-feira, em entrevista ao programa Show dos Esportes, da Rádio Gaúcha. O técnico segue acompanhando o ex-clube e vê com bons olhos a possibilidade de novos títulos. Roger também analisou o “legado” deixado para Renato Gaúcho na temporada passada.

“Como o futebol brasileiro é marcado pela troca muitas vezes rápida do comando, dificilmente você consegue pegar trabalho zerado e começá-lo do início. Você pega um legado importante e em cima daquilo constrói. Assim como o Renato pegou meu trabalho e deixou da sua maneira, quando assumi, também peguei o que foi deixado pelo Felipão. Você não monta equipe do zero, trazendo 30 jogadores. Tudo vem com certa raiz do comando anterior”, explicou Roger.

LEIA MAIS:

Quem é o ex-tricolor que ameaça o Grêmio na estreia do Brasileirão na Arena

Júlio Santos desabafa após título: “Ninguém queria o Novo Hamburgo campeão”

O seu Atlético-MG é o único brasileiro classificado de maneira antecipada na Libertadores. Sobre essa competição, Roger vê o Grêmio forte e como um dos postulantes ao título, assim como no Brasileirão, que começa no próximo final de semana.

“Eu tenho acompanhado de longe (o Grêmio), nada muito próximo, porque dou preferência para os adversários que vêm logo a seguir. Mas o Grêmio é candidato a títulos também. Na Libertadores está bem, começa o Brasileiro forte. Nos jogos ano passado, contra o Atlético, deixaram o desejo de que se ocorrer de novo confrontos as coisas sejam diferentes”, acrescentou.

Roger Machado, que foi jogador do próprio Grêmio na década de 90 e início dos anos 2000, treinou o tricolor em 94 jogos entre 2015 e 2016. Apesar de reconhecidamente ter feito um bom trabalho, saiu sem ganhar títulos. Pediu demissão após uma derrota por 3×0 para a Ponte Preta, fora de casa, no Brasileirão do ano passado.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.