Barrios relembra chegada ao Grêmio: “Abri mão de um salário maior no Palmeiras”

Barrios
Foto: Lucas Uebel/Divulgação

De corpo e alma no Grêmio, Lucas Barrios enfim começa a corresponder às expectativas nele criadas. Contratado com o status de “fazedor de gols”, tão procurado pela diretoria gremista desde o final da temporada passada, o paraguaio tem mostrado suas credenciais nas últimas semanas. Já são 7 gol em 13 jogos e a certeza de que fez a escolha certa.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, nesta quinta-feira, o atacante relembrou o processo que desencadeou sua saída do Palmeiras para o Grêmio. Com mais um ano e meio de contrato no clube paulista, Barrios admite que abriu mão de um salário maior para atuar no tricolor gaúcho.

LEIA MAIS:

Presidente Romildo Bolzan estipula meta ousada para o Grêmio no Brasileirão

Pottker chega ao Inter e evita falar nome do rival Grêmio: “Time do outro lado lá”

RBSTV capricha em chamada de jogo de estreia do Inter na Série B; assista

“Eu abri mão de receber um salario maior do Palmeiras para vir ao Grêmio. É um clube gigante e me valoriza como jogador”, explicou. “Não estou jogando pelo dinheiro. Eu sai do Palmeiras porque precisava atuar e quero corresponder aqui em Porto Alegre”, acrescentou.

Logo em sua arrancada no Grêmio, Barrios demorou a deslanchar e chegou a ter um problema muscular que o tirou de alguns jogos do Gauchão. Sua titularidade ficou completamente assegurada após os três gols marcados contra o Guaraní, na Arena, pela Libertadores.

“Estou tendo uma continuidade boa no Grêmio. Não tenho problemas de lesão e quero continuar ajudando o clube com gols”, projetou, antes de mirar novos títulos: “A Copa do Brasil está na história, mas ficou pra trás. Um time grande vive de conquistas. Precisamos buscar novos títulos”.

Com Lucas Barrios confirmado no comando de ataque, o Grêmio dá início em sua caminhada no Campeonato Brasileiro neste domingo, a partir das 19h, contra o Botafogo, na Arena, em Porto Alegre.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.