Análise: São Paulo conta com Rogério Ceni para fazer bom Brasileirão

Reprodução/Facebook São Paulo Futebol Clube

O São Paulo quer esquecer a campanha mediana que teve na última edição do Brasileirão, quando terminou apenas no meio da tabela. Para que isso não volte a acontecer, reforçou o elenco e conta com seu principal triunfo no banco de reservas, o treinador Rogério Ceni.

Ídolo do clube paulista, ele assumiu o time no início desta temporada após passar um período estudando e realizando estágios com grandes treinadores na Europa, vindo com filosofia de jogo pautada pela ofensividade, posse de bola e transição rápida entre defesa e ataque.

LEIA MAIS:
VEJA O RANKING DAS DEFESAS MENOS VAZADAS ENTRE OS TIMES DA SÉRIE A EM 2017

No entanto, o técnico sabe que não terá vida fácil no São Paulo e as primeiras competições do ano provaram isso, com eliminações no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil. O maior problema da equipe, no momento, são as laterais, já que Buffarini e Bruno não passam segurança, enquanto Junior Tavares apoia muito bem, mas ainda não acertou na marcação.

Vale ressaltar que, Rodrigo Caio fez os últimos jogos demonstrando apatia e insegurança, não se sabe se devido ao episódio do fair play. Isso impacta diretamente na defesa do Tricolor, que foi bastante contestada no início da temporada, mas parece ter entrado nos eixos durante os últimos jogos, principalmente com Renan Ribeiro no gol.

Provável escalação:

Sao Paulo - Football tactics and formations

O ponto positivo está no setor ofensivo da equipe, que conta com o talento do peruano Cueva, o qual tem até mesmo provocado debates quanto à dependência do São Paulo em relação a ele, e os atacantes Lucas Pratto e Gilberto, o primeiro a grande contratação de 2017, enquanto o segundo vinha desacreditado, mas se transformou no goleador da temporada.

A expectativa do Tricolor do Morumbi para esta edição é reparar a imagem ruim da última temporada e também avaliar o trabalho de Rogério Ceni como treinador. Pelo elenco e a capacidade do comandante, o São Paulo tem tudo para lutar por uma das seis vagas para a próxima edição da Copa Libertadores da América.