Polícia prende suspeito de atentado contra o Borussia Dortmund

Borussia Dortmund
Reprodução / Facebook BVB

A Promotoria Federal da Alemanha informa que prendeu o suspeito de ter atentado contra o ônibus do Borussia Dortmund. O crime aconteceu no último dia 11 de abril, data do primeiro jogo entre a equipe alemã e o Monaco, da França, no Signal Iduna Park, em Dortmund.

De acordo com o comunicado, Sergej W., de 28 anos, um cidadão alemão-russo, foi preso nesta sexta-feira. Ele foi encontrado em Rottenburg, na região de Tubinga, no estado de Baden-Wurttemberg, sul de Alemanha. A promotoria afirma que o suspeito agiu sozinho por motivos econômicos. Sergej teria adquirido cerca de 15 mil opções ou direitos de venda de ações do Borussia Dortmund.

LEIA MAIS
Sete torcedore do Manchester United morrem durante jogo
Confira os confrontos da semifinal da Champions League

A ideia, ainda segundo o comunicado, era fazer com que as ações caíssem de forma significativa por conta do atentado, para que assim Sergej pudesse lucrar com a venda dos títulos a um preço estabelecido previamente. O suspeito que estava hospedado no mesmo hotel da delegação alemã, é acusado de tentativa de homicídio, provocar detonação com material explosivo e lesões físicas graves.

MARC BARTRA

O camisa 5 do Borussia Dortmund, Marc Bartra, foi o atleta mais prejudicado no atentado. O zagueiro precisou passar por uma cirurgia no braço direito por conta de estilhaços de vidro que explodiram ao seu lado. Apesar do susto, o atleta já recebeu alta do hospital e segue sua recuperação para voltar a atuar em meados do mês de maio.

TEMPORADA 2016-2017

Além do grande susto, o Borussia Dortmund acabou eliminado da Liga dos Campeões ao ser derrotado duas vezes para o Monaco. Na Bundesliga, a equipe ocupa a quarta colocação, posição que garante participação na competição europeia no próximo ano. Além disso, a equipe terá nesta semana o duelo contra o Bayern de Munique, pela semifinal da Copa da Alemanha.

Foto: Reprodução / Facebook BVB