Preocupado com os cofres do Santos, Modesto quer “bom negócio” no meio do ano

. (Foto: Terra Esportes \ Divulgação)

Presidente do Santos Futebol Clube em exercício, Modesto Roma Júnior afirmou à imprensa neste sábado(22), que o clube não tem como manter seu equilíbrio financeiro, sem que venda ao menos um atleta, em um bom negócio no meio do ano.

Com problemas para administrar os cofres do Peixe, o dirigente lamentou “ter que fazer negócio” depois de manter todo o elenco para 2017.

Com sondagens e propostas por alguns atletas como Zeca e Thiago Maia, o Peixe vê em uma negociação a possibilidade de equilibrar os cofres e sanar contas. Como lembra o Lance!, os atrasos salariais têm sido uma constante no clube.

Alvinegro sofreu com atrasos salariais nos últimos meses e vê uma boa negociação como forma de aliviar as contas.
‘Vamos ter que vender. Não vai ter como. Vamos ver as propostas, não dá pra fazer futurologia, mas o objetivo é bons negócios. É mais importante bons negócios do que bons jogadores (na próxima janela)”, disse Modesto.

Apesar de todo o esforço para a manutenção do elenco desta temporada, o Santos deverá sofrer com a janela de julho. E isso pode trazer preocupações  ao técnico da equipe Dorival Júnior, o clube estará jogando a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, e perder jogadores desta envergadura pode desfalcar o Santos de mais e a reposição deve vir de novo do celeiro santista, ou seja, a categoria de base, já que os cofres do clube andam vazios.

A diretoria contratou seis reforços para o ano de 2017: Bruno Henrique, Cleber, Vladimir Hernández, Matheus Ribeiro, Leandro Donizete e Kayke. Cerca de R$ 25 milhões foram gastos ao todo.

Em 2016, o Alvinegro negociou Geuvânio com o Tianjin Quanjian, da China, e Gabriel Barbosa com o Internazionale de Milão, da Itália. As negociações renderam mais de R$ 100 milhões.

O Santos tem oscilado bastante nas competições em que ainda participa, Libertadores e Copa do Brasil. Principalmente quando estão ausentes os seus principais jogadores como Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira, isso tem sido um problema a ser solucionado pelo técnico Dorival Júnior.



Formado em Comunicação Social - Jornalismo. Assessor de Imprensa do Nacional Atlético Clube Jornalista da Liga F7 Brasil / Liga F7 Paulista / Mundo do Society Colaborador do Site Torcedores.com Colaborador do Jornal Folha de Parelheiros