Rafael Sóbis revela que pensou em encerrar a carreira depois de sair do Inter

Inter
Alexandre Lops / Internacional

Destaque do Cruzeiro e um dos principais goleadores do país na temporada, Rafael Sóbis segue firme a sua carreira em Belo Horizonte e dá mostras de que segue com o futebol em alta. Mas, segundo o próprio, ele já poderia estar exercendo alguma outra atividade. Em entrevista ao canal Desimpedidos, o atacante revelou que pensou em encerrar a carreira ao deixar o Inter em 2011.

Sóbis havia voltado do exterior ao Inter no meio de 2010 – e foi decisivo na conquista do bicampeonato da Libertadores ao marcar um gol contra o Chivas, na decisão. Mas as alegrias no retorno ao colorado pararam por aí. Além de conviver com dores constantes no joelho, ele vivenciou como titular a dolorosa derrota para o Mazembe, na semifinal do Mundial de 2010. Na sequência, virou reserva em 2011 antes de se acertar com o Fluminense.

LEIA MAIS:

Inter elimina Corinthians e Léo Ortiz dispara contra Neto: “Comentarista de m…”
Saiba quem será o rival do Grêmio nas oitavas da Copa do Brasil

“Eu queria ter ficado no Inter, muito. Eu tinha que entender que meu ano não tinha sido bom e eu era um ponto de interrogação. Como eu já não sou muito fã de futebol, pensei naquele momento em parar de jogar. Mas o meu empresário chegou e disse para tentarmos mais um pouco. Aí o Abel Braga tinha saído dos Emirados e ido para o Fluminense. Mas eu não aguentava mais, falava todo dia que ia parar. Mas fui para o Fluminense e nunca mais tive problema”, revelou.

Desde que deixou o Inter, Rafael Sóbis já enfrentou o ex-clube algumas vezes, tendo feito gol pelo Flu contra o Inter dentro do Beira-Rio em 2011, sem comemorar. Ele recorda um episódio triste quando veio com o Tigres, do México, atuar em Porto Alegre. Segundo ele, torcedores colorados ameaçaram o seu filho na arquibancada. O duelo foi pela Libertadores e os mexicanos levaram a melhor no jogo de volta.

“Teve alguma mágoa, uma tristeza, não sei. Saiu em um jornal do Sul que deveriam me vaiar. Aí achei forçado. No outro dia anunciei coletiva de imprensa e disse que comemoraria gol se fizesse. Uma coisa é a torcida me vaiar de forma espontânea, outra bem diferente é ser induzido a isso. Achei feio. Meus filhos foram do Rio e teve um torcedor que disse que iria jogar os guris lá de cima”, lembrou Sóbis.

No Cruzeiro desde ano passado, o atacante marcou três gols sobre o Inter no duelo em Minas Gerais, pelo Brasileirão, e ajudou os mineiros a escaparem das últimas posições na tabela. O colorado, por sua vez, não teve a mesma sorte e acabou sendo rebaixado.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.