“Alegria imensa ver que somos amadas”, relembra jogadora sobre Olimpíada

Mônica zagueira Seleção Feminina
Divulgação/Rafael Ribeiro / CBF

Ter a oportunidade de defender as cores e representar o seu país em uma competição a nível internacional, como os Jogos Olímpicos, é um dos pontos mais altos da carreira de qualquer atleta. Quando esta chance surge em um grande evento disputado em ‘casa’ e com o apoio dos torcedores, o nível de emoção aumenta ainda mais.

Em entrevista exclusiva ao Torcedores.com, a zagueira Mônica Hickmann, de 29 anos, titular da Seleção Brasileira nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, destacou o sentimento de ter atuado em uma das competições mais importantes do mundo e afirmou que trabalha para voltar a disputar o torneio.

LEIA MAIS:

LETICIA COMENTA EMOÇÃO DE ESTREIA NA SELEÇÃO PRINCIPAL E VIBRA COM APOIO RECEBIDO

BRASILEIRÃO FEMININO 2017: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO GRUPO 01

BRASILEIRÃO FEMININO 2017: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO GRUPO 02

“Além da emoção de ter sido a minha primeira Olimpíada, disputar em casa significou mais que um sonho realizado. Foi uma alegria imensa poder ver como somos amadas por esse povo que ama o futebol, mas não tem a oportunidade de nos ver sempre. Sentimento de alegria e realização profissional’, disse a camisa 3 do Brasil na Rio 2016.

Nos Jogos do ano passado, a Seleção Brasileira teve a oportunidade de ganhar o tão sonhado ouro olímpico, mas acabou caindo, nos pênaltis, na semifinal para a Suécia.

Para Mônica, assim como a equipe brasileira estava pronta para ser campeã, as demais seleções também tinham totais condições de subir ao lugar mais alto do pódio.

“Acredito que tem coisas que só a Deus pertence. Pois preparadas estávamos. Só que do outro lado também temos uma equipe preparada e o futebol é feito de oportunidades. Aquele que as pegar sairá campeão”, analisou.

Atualmente defendendo as cores do Orlando Pride, que conta também com as brasileiras Camilinha e Marta, contratada recentemente, Mônica afirmou que visa a disputa da próxima Olimpíada, que vai acontecer em Tóquio, em 2020.

“Estou trabalhando para estar pronta se essa oportunidade aparecer.”