Fluminense atinge um superávit de R$ 8 milhões na gestão de Peter Siemsen

Fluminense
Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C

Na última sexta-feira, o Fluminense divulgou em seu site oficial o balanço financeiro do clube na gestão do presidente Pete Siemsen, que ficou no clube até o fim do ano passado. Diante disto, o Tricolor das Laranjeiras atingiu um superávit de R$ 8 milhões na gestão do ex-mandatário do time.

Sendo que, 74% menos com relação ao balanço financeiro divulgado em 2015, mas é importante enaltecer que naquele ano teve o efeito do PROFUT, que gestou o superávit de R$ 31 milhões. Mesmo com os esforços da administração do ex-presidente Peter Siemsen. A adesão do PROFUT ao clube, foi extremamente benéfica ao Tricolor das Laranjeiras.

LEIA MAIS:
FLUMINENSE JÁ SABE QUANTO RECEBERÁ PELO PATROCÍNIO COM A TIM
FLUMINENSE X FLAMENGO: VEJA AS INFORMAÇÕES DA PARTIDA E O QUE ESTÁ EM JOGO
FLUMINENSE DIVULGA QUANTO RECEBEU DA REDE GLOBO EM 2016

O resultado financeiro mostrou uma variação de 205% com relação ao ano de 2015 e destacou no balanço, que o Fluminense obteve uma redução de 70% das multas e 40% dos juros e 100% dos encargos legais de impostos. Sem contar, que o Tricolor chegou a renunciar os demais parcelamentos vigentes e consolidou toda sua dívida fiscal com o PGFN/RFB e INS em 240 meses.

O Fluminense também teve uma queda nos patrocínios, bilheterias e publicidade do ano passado para este e que gerou de 43% a 28% de queda nos últimos anos. Além da queda dos patrocínios que era de R$ 11 milhões e foi consequência de uma falta de patrocinador máster no uniforme do time.



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com