Conheça a rádio exclusiva de time tradicional de SP que dá esfihas ao melhor em campo

Foto: Marcelo Santos/Arquivo

Todo torcedor seja ele um adolescente ou idoso, já escutou pelo menos uma vez um jogo de futebol em uma rádio. Tem outras pessoas que mesmo assistindo pela TV ou até mesmo no estádio, não consegue deixar de lado o fone de ouvido devido a emoção inigualável de um dos meios de comunicação mais antigos.

Como todas as áreas, o setor foi revolucionado com a tecnologia e ganhou a versão web. A categoria cresceu demais principalmente por um valor baixo para uma transmissão. Uma empresa deste ramo é a Web Radio Mooca, a rádio que transmite todos os jogos do Juventus da Mooca e é a única alternativa para o torcedor do Moleque Travesso. Conheça a história da rádio contada por Marcelo Santos, um dos criadores do projeto. A rádio ficou conhecida por dar esfihas como prêmio ao melhor jogador em campo.

LEIA MAIS:
MALDITA? TWITTER DA ARENA CORINTHIANS DÁ INVERTIDA EM PROGRAMA DE TV
RENATA FAN REBOLA EM CIMA DA MESA E COMANDA ZOEIRA NO JOGO ABERTO
VÍDEO: NETO IRONIZA PROVOCAÇÕES DE COLORADOS: “TÔ TRISTE”

Como surgiu a Web Radio Mooca?
“A Web Rádio Mooca surgiu em 2011. Eu trabalho desde 1997 com futebol no rádio e desde 2008 em uma outra Rádio Futebol ao Vivo e verifiquei que dava para ter algo diferente. Foi quando pensei no bairro que nasci e no time do bairro,  o nosso Juventus.

No início de 2012 já tinha o equipamento necessário para estar ao vivo e não mais retransmitir as rádios de outras cidades e ai não paramos mais. Consegui juntar um excelente grupo de amigos com um único objetivo, divulgar o Moloque Travesso”.

Por que transmitir apenas jogos do Juventus?
“Como dito anteriormente, sou do bairro e a opção do Juventus foi justamente por entender que não havia outros veículos interessados na cobertura da equipe aliado ao fato de morar no bairro. Imaginava que seria prático, diferente e fácil cobrir todos os jogos na Javari, e realmente foi um desafio motivador”.

Como começaram as transmissões da rádio?
“Começamos apenas na Javari e aos finais de semana, depois seguimos para a grande São Paulo e também nas quartas. E aí, o limite passou a ser a campanha da equipe na competição. Esse ano estivemos em todos os jogos da Copa SP, com time completo em Osasco e Barueri, além de todos os jogos da Javari. No Paulista da A2 estivemos em Piracicaba, Rio Claro, Santa Bárbara D´Oeste e São Caetano. Fizemos off tube de Penapólis e Sertãozinho, e em Diadema por um problema de agenda, retransmitimos os amigos da Master Esporte. As viagens só são possíveis graças aos apoiadores do nosso projeto e alguns auxílios pontuais.

Importante ressaltar que somos um projeto independente que não têm vínculos com o clube. Quanto ao sinal, temos um serviço de streaming contratado desde o início de nossas atividades. Não me preocupo com as promoções que nos tentam por um menor preço e mais ouvintes. Fidelizamos com esse parceiro desde 2011 e nunca tivemos problemas com site fora do ar, streaming não conectando, falta de suporte e outros”.

Como é a preparação de vocês para os jogos?
“Sempre chegamos bem cedo para sentir o ambiente da Javari, conversar com torcedores, dirigentes e sempre buscar uma novidade. Existe um respeito muito grande por parte das pessoas da Javari com o nosso trabalho, e isso é motivador para nosso grupo”.

Qual foi o acontecimento mais inusitado que vocês tiveram que noticiar?
“O que muitos acham inusitado é o nosso prêmio de melhor em campo. O melhor em campo leva 30 esfihas. Na campanha do acesso em 2015 o Gil atuava pelo Juventus, e o Celso Abrahão, proprietário da Esfiha Juventus, autorizou dar 60 esfihas porque o Gil fez quatro gols em um único jogo – depois chegou a 80 esfihas. Infelizmente ele faleceu e hoje o prêmio de 30 esfihas é uma homenagem. É o Prêmio Celso Abrahão para o melhor em campo.

Equipe Web Radio Mooca:

Narradores – Raony Pacheco e Renato Corona
Comentaristas – Wagner Hiroi e Marden Soares
Reportagens – Edson Luiz e Marcelo Santos
Colaboradores – Rubens Natale, Guilherme Conde, Hamilton Kuniochi, Ricardo
Pucci, Ricardo de Castro.


Estudante de jornalismo e atualmente setorista do São Paulo no Torcedores.com