Com mão no título Paulista, Carille admite que via Corinthians como 4ª força de SP

Carille
Divulgação/Ag. Corinthians

Fábio Carille admitiu que o Corinthians conquistou grande vantagem, mas pede cautela para a preparação para o jogo de volta da final do Paulistão. Em coletiva após a goleada do Timão por 3 a 0 diante da Ponte Preta, o técnico garante que irá cobrar o time o jogo que vale o vigésimo oitavo estadual do alvinegro e relembrou do time ser considerado a quarta força de SP.

Um jogo muito consistente, jogadores cumprindo muito bem seu papel, entendendo o que era o jogo. Estudamos muito a Ponte Preta desde os jogos contra o Santos, quando nós jogamos aqui o treinador ainda não era o Gilson. Saímos daqui com uma grande vantagem, sabemos que ainda há outra parte, mas é uma grande vantagem,” disse.

LEIA MAIS
CORINTHIANS PERDE DOIS JOGADORES PARA A DISPUTA DA GRANDE FINAL DO PAULISTÃO
CORINTHIANS ATROPELA PONTE NA 1ª FINAL E FIEL ENSAIA GRITO DE CAMPEÃO NA WEB; VEJA

Estudamos muito a Ponte Preta e mostramos coisas determinantes, claro que não posso falar, até por respeito, por ter mais um jogo. Deixei claro no dia 22 de dezembro, quando fui oficializado como técnico, que seria um time de muita entrega, que faltou ano passado, e muita organização. E está sendo. Nunca prometi títulos e nunca vou prometer, mas o torcedor pode esperar um time muito determinado. Essa será a semana que mais vou fazer cobranças para termos uma semana séria. É importante para termos o resultado semana que vem“, completou.

Sincero, Carille admitiu via o Timão como a quarta força do estado de São Paulo no início de 2017, mas destacou o foco no trabalho para ter o objetivo de brigar por títulos na temporada.

Quando falei da quarta força, foi em tom de brincadeira, porque às vezes eu falo e não dou risada, eu sou assim. Até mesmo nós achávamos que éramos a quarta força. Já falei algumas vezes. Tinha o Palmeiras campeão e se reforçando, o Santos de Lucas Lima e Ricardo Oliveira mantendo o conjunto, o São Paulo contratando bem e com um time forte também. Procuramos nos fechar, trabalhar, olhar o olho de cada um e falar a verdade. Errei algumas vezes, errei em montagem de equipe, o jogo mostra as coisas, mas nunca deixei de priorizar a parte defensiva. Forte ali atrás, as coisas acontecem devagar“, comentou.

Para a próxima partida, Carille perdeu Rodriguinho e Gabriel, suspensos por cartões amarelos. A tendência é que Paulo Roberto e Léo Jabá iniciem o jogo de volta que vale o título de campeão paulista de 2017.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.