Barco holandês sai do estaleiro e deve ser entregue em junho

Os integrantes do Team AkzoNobel contam as horas para poder ter em mãos o novo barco para a disputa da Volvo Ocean Race 20171-8, que começa em outubro. A equipe foi a primeira a confirmar participação no evento de Volta ao Mundo, mas a última a receber o veleiro. A regra da Volvo Ocean Race garante barcos rigorosamente iguais para os times.

O processo de construção e transporte do veleiro – um Volvo Ocean 65 – para a montagem final no estaleiro português levou três meses de planejamento e envolveu uma viagem de 15 dias de mais de 2.000 km da Itália até Portugal por caminhão.
O novo barco foi levado direto para o galpão do Boatyard para ser pintado, antes de ser equipado com os sistemas elétricos necessários, hidráulica, engrenagem do convés, sistema de quilha e outras peças importantes.
Sam Bourne, do The Boatyard, estima que o processo demorará até junho. “Estamos trabalhando com um barco completamente cru”, disse Bourne. “Mesmo que o Volvo Ocean 65 da AkzoNobel seja totalmente novo, ele realmente exigirá mais trabalho do que o resto da flotilha, que já tem alguns dos acessórios para barcos necessários”.

“Este é um projeto que nos emociona. Temos mais de 20 pessoas trabalhando em tempo integral e pretendemos ter o barco fora do galpão em meados de junho”, completou Sam Bourne.
Saiba quais são as equipes da Volvo Ocean Race confirmadas até agora. O percurso, que terá 45 mil milhas náuticas e uma passagem pelo Brasil, você confere aqui.