Atlético-PR escala reservas, sofre mas vai à final do Paranaense

Próximo adversário do Flamengo na Libertadores, o Atlético-PR segue firme na luta pelo bicampeonato estadual.

Os titulares foram preservados para o jogo diante do Flamengo e nem o técnico Paulo Autuori viajou para Londrina. O time da casa venceu por 2 a 1 e a decisão da vaga foi para os pênaltis. Paulo Rangel e Celsinho fizeram os gols do alvianil paranaense e Renan Paulino descontou para o Atlético-PR.

Rafael Gava errou a quarta cobrança e o rubro-negro teve 100% de aproveitamento. Os batedores foram João Pedro, Nicolas, Yago, Cascardo e Luis Henrique.

Bruno Pivetti comandou o time do Atlético-PR em Londrina. O auxiliar técnico realizou as três substituições que tinha direito. O adversário do rubro-negro na decisão do título paranaense será o Coritiba, que passou pelo Cianorte.

O Atlético-PR entrou jogou com Santos; José Ivaldo, Wanderson e Marcão; Cascardo, Luiz Otávio (Matheus Anjos), Renan Paulino, João Pedro e Renan Lodi (Yago); Luis Henrique e Crysan (Nicolas).

O Atlético-PR volta a campo na quarta (26) contra o Flamengo na Arena da Baixada. No jogo anterior o rubro-negro carioca venceu e agora o paranaense tenta se reabilitar para se manter na zona de classificação para as oitavas de final da Libertadores. San Lorenzo (Argentina) e Universidad Católica (Chile) completam o grupo 4.