Análise tática: o que as equipes precisam fazer para vencer o clássico Fla-Flu

Crédito da imagem: Gilvan de Souza / Flamengo

O duelo entre as duas melhores equipes do futebol carioca agita o Maracanã neste domingo (30) a partir das 16h (de Brasília): o clássico Fla-Flu

.

O técnico Abel Braga evitou fazer mistério neste Fla-Flu e já confirmou a equipe titular. O Fluminense venceu a Taça Guanabara e desde a lesão do camisa 10 Gustavo Scarpa, em fevereiro, atua com três atacantes. A ausência do craque do time abriu espaço para Richarlison, que estampa capa de jornais neste domingo (30) e disputa artilharia do Campeonato Carioca com o centroavante peruano Guerrero, do Flamengo.

LEIA MAIS:
Fluminense x Flamengo: saiba o que está em jogo
Campeonato Carioca: saiba quem é o árbitro que vai apitar o clássico Fla-Flu na final
Em último treino, Zé Ricardo escala time diferente para o Fla-Flu
Saiba qual a participação do Fluminense nos direitos dos atletas
Relembre a campanha do Flamengo até a final do Campeonato Carioca

Cria de Xerém, Wellington Silva se destaca pela habilidade, abusa dos dribles e provoca faltas. Contratado nesta temporada, o equatoriano Sornoza assumiu a vaga de Scarpa como principal nome nas bolas paradas e comanda o meio de campo tricolor. O compatriota Orejuela se posiciona mais atrás, ao lado de Wendel. O jogador da base ganhou moral com Abel e a segurança em campo fez Douglas ir para o banco.

Na retaguarda ficam Henrique, capitão da equipe que inclusive já balançou a rede nesta temporada,
e Renato Chaves. O ex-zagueiro da Ponte Preta se recuperou de grave lesão, fez a torcida esquecer Gum e virou titular absoluto. O reserva imediato é Nogueira, outro que veio de Xerém. Lucas e Léo completam a defesa.

E o Flamengo?

Com apenas duas derrotas em 22 jogos, o time de Zé Ricardo perdeu durante a semana pela Libertadores, mas no Campeonato Carioca está invicto. Sem Diego, lesionado, há outra dúvida para este clássico: Everton sentiu entorse no tornozelo e não jogou diante do Atlético-PR.

Um fator a ser considerado é que o Flamengo entra em campo pelo torneio sul-americano na próxima quarta (3) contra a Universidad Católica, um confronto decisivo para o as pretensões do time na principal competição da temporada. No entanto, Zé Ricardo adiantou que pouparia apenas um ou dois jogadores para esta partida.

Sendo assim, Berrío deve ganhar oportunidade. Ele estava suspenso na Libertadores e tem a velocidade como ponto forte, o que facilita na puxada de contra-ataque. Mancuello também pode voltar à equipe titular na armação de jogadas. O argentino entrou no segundo tempo em Curitiba, assim como Matheus Sávio. Cria da base, o meia-atacante é uma alternativa caso o técnico decida poupar um dos nomes no setor ofensivo.

No meio de campo Cuéllar também atuou pouco em 2017, mas tem estilo similar a Marcio Araújo, Romulo e Willian Arão. Nos últimos dois jogos Zé Ricardo escalou a trinca de volantes, então o colombiano pode ser outro nome que encaixaria no esquema já adaptado e reforça a proteção à zaga na tentativa de frear o potencial ofensivo do Fluminense, um dos melhores ataques da temporada em 2017.

Donatti é outro que se recupera de lesão mas o substituto seria Rafael Vaz, criticado pela torcida. O capitão Réver deve ser mantido, assim como o goleiro Alex Muralha e o lateral direito Pará. Na esquerda, Trauco já atuou mais avançado e neste caso Renê fica na defesa.

FICHA TÉCNICA – Fluminense x Flamengo
Local: Estádio Mário Filho, Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: domingo (30), às 16h (de Brasília)
Arbitragem: João Batista de Arruda, Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Wagner de Almeida Santos
FLUMINENSE – Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel e Sornoza; Wellington Silva, Richarlison e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
FLAMENGO – Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Marcio Araújo, Willian Arão e Gabriel; Mancuello (Berrío), Everton e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Campeonato Carioca – clássicos em 2017
29/1 – Vasco 0 x 3 Fluminense (1ª rodada – Taça Guanabara)
12/2 – Botafogo 1 x 2 Flamengo (4ª rodada – Taça Guanabara)
25/2 – Flamengo 1 x 0 Vasco (semifinal – Taça Guanabara)
05/3 – Fluminense 3 (4) x 3 (2) Flamengo (final – Taça Guanabara)
19/3 – Vasco 0 x 0 Botafogo (2ª rodada – Taça Rio)
23/3 – Botafogo 2 x 3 Fluminense (3ª rodada – Taça Rio)
26/3 – Flamengo 2 x 2 Vasco (4ª rodada – Taça Rio)
02/4 – Fluminense 1 x 1 Flamengo (6ª rodada – Taça Rio)
08/4 – Vasco 0 x 0 Flamengo (semifinal – Taça Rio)
09/4 – Botafogo 3 x 1 Fluminense (semifinal – Taça Rio)
16/4 – Vasco 2 x 0 Botafogo (final – Taça Rio)
22/4 – Fluminense 3 x 0 Vasco (semifinal – Campeonato Carioca)
23/4 – Flamengo 2 x 1 Botafogo (semifinal – Campeonato Carioca)